notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 21/11/2017

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    3° Neurônio | cinema

    Aqui no RS, túmulo de Teixeirinha é um dos mais visitados da Santa Casa no Finados

    7 túmulos que atraem fãs do cinema

    por Diego Nunes | Memória Cinematográfica | Publicada em 02/11/2017 às 16h26| Atualizada em 03/11/2017 às 16h51

    O Diego Nunes, do Memória Cinematográfica, preparou um especial para o Seguinte: com uma série de endereços finais onde repousam os restos mortais de ídolos cinematográficos e estão entre os mais visitados em épocas como esta mundo afora.

     

    Rudolph Valentino (1895-1926)

    O ator italiano foi o maior galã dos tempos do cinema mudo. Ele tornou-se um dos maiores astros na história de Hollywood após protagonizar O Sheik (The Sheik, 1921). Com apenas 31 um anos de idade teve um colapso após uma úlcera perfurada. Ele foi operado e estava se recuperando. Infelizmente abate-se sobre ele uma peritonite, que se alastrou por todo seu corpo. Os produtores ficaram discutindo que médico seria o mais indicado para tratar tamanho astro, e enquanto esperava Valentino acabou falecendo. Mais de 100 mil pessoas acompanharam o velório do ator em Nova York, e ao menos oito mulheres se suicidaram ao saber da morte do ator. Durante muitos anos, no aniversário de sua morte, uma mulher vestida com um véu negro deixou flores em seu túmulo, mas sua idade nunca foi revelada.

    Ele está enterrado no Hollywood Forever Cemetery em Los Angeles.

     

     

     

    James Dean (1931-1955)

    James Dean havia feito apenas três filmes quando faleceu repentinamente em um acidente de carro. O jovem era a grande promessa de Hollywood e despontava para o estrelato de forma meteórica. Ele foi indicado ao Oscar duas vezes (postumamente) por suas atuações em Vidas Amargas (East of Eden, 1956) e Assim Caminha a Humanidade (Giant, 1957), mas não venceu nenhum.

    O ator está enterrado no Park Cemetery, em Fairmount, Indiana.

     

     

     

    Carmen Miranda (1909-1955)

    A cantora brasileira tornou-se um sucesso em Hollywood a partir de 1939. Contratada pela 20th Fox, chegou a ser a artista mais bem paga dos Estados Unidos. Consagrada no Brasil como cantora de sambas, nos EUA Carmen tornou-se artista de cinema interpretando uma caricatura latino-americana. Grande expoente da “política da boa vizinhança”, Carmen sucumbiu de tanto trabalhar. Ela passou mal em seu quarto, após gravar um programa de televisão. Carmen Miranda sofreu um ataque cardíaco em 5 de agosto de 1955, com apenas 46 anos.

    Carmen está enterrada no Cemitério de São João Batista, Rio de Janeiro.

     

     

     

    Marilyn Monroe (1926-1962)

    Marilyn Monroe, a mais famosa loira platinada do cinema também faleceu em um 05 de agosto, tal como Carmen Miranda. Marilyn tinha apenas 36 anos quando faleceu, vítima de uma overdose de barbitúricos. Existem muitas especulações sobre a morte da atriz, mas a única certeza é que ela estava tomando remédios devido a uma forte depressão e estava por excesso de trabalho.

    Recentemente Hugh Hefner, o criador da Revista Playboy, foi enterrado ao lado da atriz como era sua vontade. Apesar de nunca tê-la conhecido pessoalmente, Hefner ficou milionário ao publicar a primeira edição da revista tendo a atriz na capa.

    Marilyn Monroe está enterrada no Cemitério Westwood Village Memorial Park, em Los Angeles.

     

     

     

    Elvis Presley (1935-1977)

    O “Rei do Rock” foi um dos mais bem sucedidos cantores do século XX. Além de ser um fenômeno musical mundial, Elvis também era um homem muito bonito, e não demorou a repetir o sucesso musical também no cinema, como galã de musicais. Sua morte com apenas 42 anos, devido a um colapso fulminante associado a disfunção cardíaca, abalou o mundo. Logo surgiram teorias de que o ator forjou sua morte, e estaria vivo até os dias de hoje.

    Seu corpo está enterrado em sua mansão, a Graceland, em Memphis.

     

     

     

    Evita Péron (1919-1952)

    Evita Péron é mais lembrada como a primeira-dama argentina, casada com Juan Domingos Perón. Sua vida já foi contada em filmes e musicais da Broadway. Porém, antes da vida política, ela já era famosa como atriz de cinema, com seu nome de solteira “Eva Duarte”. Em 1952 ela faleceu vítima de um câncer de útero, com apenas 33 anos.

    Seu corpo repousa no Cemitério da Recoleta, em Buenos Aires.

     

     

     

    Teixeirinha (1927-1985)

    Vítor Mateus Teixeira, mais conhecido como Teixeirinha, foi um cantor e ator gaúcho, da cidade de Rolante. Chamado de “O Rei do Disco”, devido ao seu enorme sucesso musical, ele vendeu mais de 100 milhões de cópias. Atuou em 12 filmes, e junto com o comediante Mazzaropi, é o maior fenômeno cinematográfico sul-americano. Ele faleceu de câncer com apenas 58 anos.

    Teixeirinha está enterrado no cemitério da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre.

     

     

     

    Diego Nunes é gaúcho, formado em Rádio e TV pela Universidade Metodista de São Paulo, é pesquisador da memória cultural e artística, e sua paixão é o cinema. Além disso, atua como diretor cultural da Pró-TV, Museu da TV Brasileira, e no departamento de arquivo da Rede Record de Televisão.

    Acompanhe-o pelo Memória Cinematográfica.

    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.