notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 22/06/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    EXCLUSIVO

    Popularmente conhecido como Parcão da 79, praça de lazer mais tradicional da cidade leva o nome de Parque Juarez Soares de Vargas, ex-vereador de Gravataí | Foto RENATA BREIER PORTO

    Parcão com banheiros, ciclovia, palco, gastronomia e muito mais

    por Rafael Martinelli | Publicada em 21/08/2017 às 18h54| Atualizada em 25/08/2017 às 13h05

    O prefeito Marco Alba (PMDB) comentou no Conselhão e a gente foi atrás para descobrir: o governo estuda a concessão da exploração comercial do Parcão da 79 para a iniciativa privada, em troca de investimentos na revitalização e modernização, além da manutenção e preservação ambiental daquele que é um dos mais famosos cartões postais de Gravataí.

    – Já lançamos uma PMI em julho de 2015, mas a crise assustou investidores – lembrou o prefeito na última reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico (Codes), o Conselhão, ao falar da ideia de ainda este ano relançar no mercado a Proposta de Manifestação de Interesse.

    – Com a retomada da economia, não faltarão interessados – confirmou há minutos Luiz Zaffalon, secretário de Projetos Especiais que foi o responsável por gerenciar a elaboração do projeto, aos moldes do Parque da Redenção, em Porto Alegre.

     

    LEIA TAMBÉM

    O futuro da cidade no Conselhão

     

    Gigantes de olho

     

    Pelo que o Seguinte: apurou, já teriam sido feitas consultas informais ao governo por emissários das gigantes Heineken e Coca-Cola.

    Ninguém confirma oficialmente.

     

    10 a 30 anos

     

    Na fase da PMI ainda não se fala de valores. Em cima do caderno de encargos exigido pela Prefeitura os empreendedores interessados apresentam cronogramas físico-financeiros, com a projeção do retorno do investimento. A partir das propostas é elaborado um edital prevendo a concessão por períodos que normalmente variam entre 10 e 30 anos.

    – Com o edital na rua, ganha a melhor proposta – explica Zaffalon, ao lado de Marco um entusiasta das parcerias com a iniciativa privada em ações que vão além das obrigações constitucionais do poder público com saúde, educação, segurança e a área social.

    Até o fechamento desta reportagem, a Prefeitura ainda não havia informado o custo anual com a manutenção do Parcão, recursos que seriam economizados com a concessão. Assim que os dados forem enviados, atualizaremos a matéria.

     

    O novo Parcão

     

    O Seguinte: teve acesso com exclusividade à PMI lançada pela Prefeitura no mercado há dois anos. Os banheiros, uma histórica reivindicação dos milhares de usuários do Parcão, são exigência mínima num projeto que prevê, além de acesso ao transporte coletivo, revitalização do playground, pista de caminhada contornando o lago, ciclovia interna, pavimentação de um largo de eventos com a construção de um palco, academia ao ar livre, áreas de lazer e um deck gourmet.

    Confira algumas lâminas do projeto.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    • a partir de sábado
      Tarifa dos ônibus municipais de Gravataí vai a 4,40
      por Redação
    • coluna do silvestre
      Mobilidade: em cinco anos a cidade vai parar
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • coluna do silvestre
      Para onde e como Gravataí vai crescer
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • da escola
      O Gustavo da Santa Cecília foi cuidar das águas do Brasil
      por Redação
    • impeachment
      A volta da polêmica sobre dívida da cassação de Rita
      por Rafael Martinelli
    • pai merdanelles
      Qual seleção da Copa seria cada vereador de Gravataí?
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Qual a Gravataí que queremos para o futuro?
      por Silvestre Silva Santos
    • na copa
      COM VÍDEO | O balão da Costa Rica em Gravataí
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • na copa
      OPINIÃO | Os assediadores da russa podem ser você
      por Rafael Martinelli
    • luto
      Antes do tie break: o legado de Aline Fofonka
      por Róbinson Gambôa
    • luto
      120 em 40, uma intensa história de vida
      por Cláudio Wurlitzer | Especial
    • luto
      Nada está no lugar; uma homenagem a Denise Medonha
      por Rosane Castro
    • coluna do silvestre
      A Souza Cruz voltou, a Herbalife chegou
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • atenção
      O que muda no trânsito da parada 72
      por Redação
    • a venda do hospital
      OPINIÃO | Marco Alba fez bem em bancar a Santa Casa
      por Rafael Martinelli
    • na copa
      Deu sono na estreia do Brasil e do Miguel
      por Eduardo Torres
    • na copa
      OPINIÃO | Estreia com a cara do Brasil do golpeachment
      por Rafael Martinelli
    • nosso hospital
      COM VÍDEO | Hospital de Gravataí é da Santa Casa
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • saneamento
      Gravataí e Cachoeirinha no ranking do saneamento
      por Eduardo Torres
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.