>
notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 12/12/2017

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    Enart 2017

    Ator Paulo Adriane (na frente, de azul) interpretou o tempo na coreografia de saída do CTG Aldeia dos Anjos durante a disputa na categoria Danças Tradicionais do 32º Enart. Foto | PortalGaz

    Paulo Adriane é o tempo do CTG Aldeia, no Enart, 30 anos depois

    por Silvestre Silva Santos | Publicada em 20/11/2017 às 17h42| Atualizada em 24/11/2017 às 15h01

    Há três décadas o porto-alegrense-gravataiense, ator e ex-rede Globo por 11 anos, diretor de produtor da Companhia de Atores Independentes de Gravataí, Paulo Adriane, deu seus primeiros passos de dança justamente dentro de um Centro de Tradições Gaúchas, um CTG.

    Mais precisamente, no CTG Aldeia dos Anjos, multicampeão na categoria “danças tradicionais”, com 11 títulos conquistados no Encontro de Arte e Tradição (Enart), realizado nos últimos anos na capital nacional do fumo, Santa Cruz do Sul.

    E neste final de semana teve Enart de novo. Foi o 32º Enart.

    E mesmo que o Aldeia e seus bailarinos e bailarinas não tivessem erguido o troféu de campeões pela 12ª vez, já que obtiveram a terceira colocação no geral, Paulo Adriane sentiu-se homenageado e se diz emocionado por ter feito parte da apresentação do Aldeia.

    Na dança de saída, que encerrou a apresentação oficial do representante de Gravataí no festival, Paulo Adriane foi o destaque, o senhor do tempo, numa composição de figurino-coreografia que levou por tema, justamente, Ancestralidade e Tempo, com a finalidade de contar os 30 anos de presença e títulos dos aldeanos no Enart.

    --- Ainda estou meio zonzo depois de tantas emoções --- disse Paulo Adriane, agora à tarde para o Seguinte:, com voz de quem ainda estava digerindo o êxtase e o aplauso das cerca de 8 mil pessoas que assistir ao espetáculo.

     

    Longa história

     

    O ator e dançarino e diretor e coreógrafo Paulo Adriane chegou de Santa Cruz, em Gravataí, pela madrugada. O terceiro lugar não ensejou comemorações noite adentro ou foguetórios e desfile em carro aberto. Mas, para Adriane, “foi um final de semana de muitas emoções”, como ele mesmo define.

    Ele conta que sua relação com o CTG Aldeia dos Anjos não é coisa de agora. Vem de longa data.

    --- Eu tenho uma história bastante grande e que se confunde com o Aldeia, pelo menos nos últimos 30 anos. Eu comecei dançando no Aldeia quando tinha apenas seis anos. Dancei nos grupos mirim, infanto, juvenil e adulto e ajudei na conquista dos dois primeiros títulos lá nos anos de 1987 e 1992 --- afirmou.

    Depois disso, no ano de 1993, Paulo Adriane mudou-se para o Rio de Janeiro onde foi trabalhar como ator no programa TV Colosso. Mais adiante, já em 2004, foi convidado pela primeira vez para ajudar na preparação das coreografias que o Aldeia dos Anjos iria apresentar no Enart.

    --- Fui chamado várias vezes pela Lúcia Brunelli, que é a coreógrafa do grupo de danças adulto do Aldeia, e neste ano tive a honra de, também, ganhar um espaço para representar o tempo dentro da proposta que o grupo elaborou.

     

    Ancestralidade

     

    A contribuição de Paulo Adriane – além de opinar nas coreografias – foi interpretar o tempo na apresentação de saída do grupo.

    --- Fui um mago, um menino, um ancião, com as diversas facetas que o próprio tempo tem, ora muito rápido ou muito devagar. Tive a liberdade de fazer o tempo com uma dança quase a parte, mas integrante da coreografia planejada --- explicou, lembrando que do grupo que ganhou o primeiro título do Enart, neste ano os únicos remanescentes eram ele e Paulo Gnoatto, antes dançarino, hoje instrumentista.

    Um quase eufórico Paulo Adriane repetiu algumas vezes ao longo de não mais que cinco minutos, que o final de semana foi de “muitas emoções”.

    --- É uma responsabilidade muito grande voltar a participar do Enart justamente pelo Aldeia dos Anjos. E o mais interessante é que o ginásio estava lotado, umas 8 mil pessoas, mas todas respeitosamente assistiram às apresentações em silêncio para, ao final, explodir em aplauso.

     

    Os elogios

     

    Paulo Adriane também contou que já está saboreando e degustando o sucesso do fim de semana, inclusive com muitos comentários nas redes sociais, principalmente na página que reúne artistas de todas as partes, do estado e até de fora das fronteiras gaúchas.

    --- De alguma forma têm sido vários os elogios, e alguns até comentaram que não poderia ser outro o ator escolhido para representar o tempo pela história que eu tenho com o Aldeia --- afirma.

    E revela:

    --- Meu avô foi coordenador de rodeios do Aldeia, isso há muitos anos, e meu pai trabalhou nas caçambas que transportaram terra e areia para colocar onde hoje está erguido o CTG.

     

    “FOI TUDO MUITO EMOCIONANTE E ESTOU MUITO FELIZ COM O TERCEIRO LUGAR. TODOS MERECEM NOSSO APLAUSO E RECONHECIMENTO PELO TRABALHO LOUVÁVEL QUE REALIZAM”

    Paulo Adriane – Ator que interpretou o Tempo na apresentação deste ano do Aldeia dos Anjos no Enart.

     

    Confira abaixo o vídeo produzido pelo PortalGaz (Acesse clicando aqui), do jornal Gazeta do Sul, de Santa Cruz do Sul, com os melhores momentos do Aldeia no Enart 2017.

     

     

    Para saber

     

    O eterno adversário e também multicampeão, o CTG Rancho da Saudade, de Cachoeirinha, ficou com a quarta colocação geral, também na categoria Danças Tradicionais.

     

    OS CAMPEÕES DA 32ª EDIÇÃO DO ENART:

     

    Danças Tradicionais Força A
    1º lugar: CPF Piá do Sul, Santa Maria (13ª RT)
    2º lugar: CTG Tiarayú, Porto Alegre (1ª RT)
    3º lugar: CTG Aldeia dos Anjos, Gravataí (1ª RT)
    4º lugar: CTG Rancho da Saudade, Cachoeirinha (1ª RT)

    5º lugar: CTG Lalau Miranda, Passo Fundo (7ª RT)

     

    Danças Tradicionais Força B
    1º lugar: CTG Brigadeiro Raphael Pinto Bandeira, Rio Grande (6ª RT)
    2º lugar: DTG Noel Guarany, Santa Maria (13ª RT)
    3º lugar: GF Chaleira Preta, Ijuí (9ª RT)
    4º lugar: CTG Tropilha Farrapa, Lajeado (24ª RT)
    5º lugar: Centro Farroupilha de Tradições Gaúchas, Alegrete (4ª RT)

     

    Melhor entrada
    1º lugar: CTG Lalau Miranda, Passo Fundo (7ª RT)
    2º lugar: CTG Aldeia dos Anjos, Gravataí (1ª RT)
    3º lugar: CTG Campo dos Bugres, Caxias do Sul (25ª RT)

     

    Melhor saída
    1º lugar: União Gaúcha João Simões Lopes Neto, Pelotas (26ª RT)
    2º lugar: CPF Piá do Sul, Santa Maria (13ª RT)
    3º lugar: CTG Lalau Miranda, Passo Fundo (7ª RT)

     

    Conjunto musical das invernadas
    1º lugar: CTG Galpão Campeiro, Erechim (19ª RT)
    2º lugar: DT Querência das Dores, Santa Maria (13ª RT)
    3º lugar: CTG Gildo de Freitas, Porto Alegre (1ª RT)

     

    Destaque do Enart
    1º lugar: CTG Lalau Miranda, Passo Fundo (7ª RT)
    2º lugar: DT Querência das Dores, Santa Maria (13ª RT)
    3º lugar: CTG Sentinela da Querência, Santa Maria (13ª RT)

     

    Grupo mais popular
    PTG Bocal de Prata, Osório (23ª RT)


    Troféu Marca Grande
    13ª Região Tradicionalista


    Melhor acampamento
    Piquete Tradição Farroupilha, Santa Cruz do Sul (5ª RT)

     

    Chula
    1º lugar: Leonardo Brizola de Mello, GF Chaleira Preta - Ijuí (9ª RT)
    2º lugar: Leonardo Moisés Silvano, CTG Rancho da Saudade - Cachoeirinha (1ª RT)
    3º lugar: José Guilherme Guimarães, CTG Rincão da Amizade - Gravataí (1ª RT)

     

    Gaita piano
    1º lugar: Eduardo Abramson, CTG Querência Costeira - Porto Lucena (3ª RT)
    2º lugar: Lucas Biazus, CTG Ronda Crioula - São Sepé (19ª RT)
    3º lugar: Luiz Miguel Melos Valim, CTG Sinuelo - Caxias do Sul (25ª RT)

     

    Gaita de botão até oito baixos
    1º lugar: João Vitor Boeno Nunes, CTG Sentinela do Forte - Caçapava do Sul (18ª RT)
    2º lugar: Nicolas Moro Mülller, CTG Ronda Charrua - Farroupilha (25ª RT)
    3º lugar: Victor Hugo Muniz Barreto da Silva, CTG Martim Fierro - Uruguaiana (4ª RT)

     

    Gaita de botão mais de oito baixos
    1º lugar: Nicolas Moro Mülller, CTG Ronda Charrua - Farroupilha (25ª RT)
    2º lugar: Luidhi Moro Müller, CTG Ronda Charrua - Farroupilha (25ª RT)
    3º lugar: Victor Hugo Muniz Barreto da Silva, CTG Martim Fierro - Uruguaiana (4ª RT)

     

    Gaita de boca
    1º lugar: Rodrigo Filipini, CTG Sentinela da Querência - Santa Maria (13ª RT)
    2º lugar: Aventino Rosa, GAN Anita Garibaldi - Encantado (24ª RT)
    3º lugar: Mário Inácio Becker, CTG Lanceiros de Santa Cruz - Santa Cruz do Sul (5ª RT)

     

    Bandoneon
    1º lugar: Lauri Sagave, CTG Tropilha Farrapa - Lajeado (24ª RT)
    2º lugar: Bruno Ludtke, CTG Coronel Thomaz Luiz Osório - Pelotas (26ª RT)

     

    Violino ou rabeca
    1º lugar: Cristiane Vasconcellos, CTG Querência do Arroio do Meio - Arroio do Meio (24ª RT)
    2º lugar: Matheus Sebalhos Lameira, DTG Noel Guarany - Santa Maria (13ª RT)
    3º lugar: Tiago Luigi Guadagnin Radin, CTG Pousada do Imigrante - Nova Bassano (11ª RT)

     

    Violão
    1º lugar: Pablo Machado Cardoso, DT Querência das Dores - Santa Maria (13ª RT)
    2º lugar: Felipe Leal Rodrigues, CTG Sentinela da Querência - Santa Maria (13ª RT)
    3º lugar: Matheus Venícius Prada da Silva, CTG Estirpe Gaúcha - Guaporé (11ª RT)

     

    Viola
    1º lugar: Rafael César da Silva, GF Os Guapos de Camaquã - Camaquã (16ª RT)
    2º lugar: Rodrigo Ziliotto, CTG Negrinho do Pastoreio - Caxias do Sul (25ª RT)
    3º lugar: Christian Luiz Albarello, CTG Unidos Pela Tradição Riograndense - Carazinho (7ª RT)

     

    Conjunto instrumental
    1º lugar: DT Querência das Dores, Santa Maria (13ª RT)
    2º lugar: GF Os Guapos de Camaquã, Camaquã (16ª RT)
    3º lugar: CTG Fronteira Aberta, Santana do Livramento (18ª RT)

     

    Conjunto vocal
    1º lugar: CTG Sentinela da Querência, Erechim (19ª RT)
    2º lugar: DTG Noel Guarany, Santa Maria (13ª RT)
    3º lugar: CTG Rincão da Carolina, Santana do Livramento (18ª RT)

     

    Intérprete masculino
    1º lugar: Pablo Machado Cardoso, DT Querência das Dores - Santa Maria (13ª RT)
    2º lugar: Patrick Antunes, CTG Lalau Miranda - Passo Fundo (7ª RT)
    3º lugar: Igor Tadielo Cézar, DT Querência das Dores - Santa Maria (13ª RT)

     

    Intérprete feminino
    1º lugar: Marcelly Bueno da Silva Walterman Cachoeira, DTG Leão da Serra - São Leopoldo (12ª RT)
    2º lugar: Lucimara da Silva Rosa, CTG Lanceiros de Santa Cruz - Santa Cruz do Sul (5ª RT)
    3º lugar: Talia Becker, CTG Tropilha Farrapa - Lajeado (24ª RT)

     

    Declamação masculino
    1º lugar: João Batista de Oliveira, CTG Sinuelo da Serra - Serafina Corrêa (11ª RT)
    2º lugar: Willian Andrade, CTG Lalau Miranda - Passo Fundo (7ª RT)
    3º lugar: Kelvyn Eduardo Krug, CTG Felipe Portinho - Marau (7ª RT)
    Amadrinhador destaque: Caíque Mello

     

    Declamação feminino
    1º lugar: Clara Lisiane Faccio, CTG Passo dos Tropeiros - Rolante (22ª RT)
    2º lugar: Romila Hoffmann do Amaral, CTG Herdeiros da Tradição - Caxias do Sul (25ª RT)
    3º lugar: Aline Martins Linhares, CTG Farroupilhas - Santa Maria (13ª RT)
    Amadrinhador destaque: Willian Andrade

     

    Dança Gaúcha de Salão
    1º lugar: Gabriel Campagnola Becker e Laura Panzer, CTG Rancho da Saudade - Cachoeirinha (1ª RT)
    2º lugar: Luiz Fabrício Cavalheiro Trindade e Briani Costa Trindade, CTG Lalau Miranda - Passo Fundo (7ª RT)
    3º lugar: Leonardo Schneider Ullrich e Victória Brondani de Oliveira, AT Poncho Branco - Santa Maria (13ª RT)

     

    Trova mi maior de gavetão
    1º lugar: Paulo Elizandro de Lima Chaves, CTG Lenço Verde - São Gabriel (18ª RT)
    2º lugar: José Joaquim Jesus Hugo, CTG Coronel Thomaz Luiz Osório - Pelotas (26ª RT)
    3º lugar: Luiz Carlos dos Santos Araújo, AT Pedro Ribeiro da Luz - Passo Fundo (7ª RT)

     

    Trova de martelo
    1º lugar: João Benito Soares Arena, CTG Carreteiros da Saudade - Gravataí (1ª RT)
    2º lugar: Aldori Moreira Tito, CTG Oswaldo Aranha - Alegrete (4ª RT)
    3º lugar: Pedro Alaor da Silva Merchel, CTG Herdeiros da Tradição - Caxias do Sul (25ª RT)

     

    Trova estilo Gildo de Freitas
    1º lugar: Paulo Rogério de Lima Chaves, CTG Tarumã - São Gabriel (18ª RT)
    2º lugar: Celso de Oliveira, CTG Velha Cambona - Portão (15ª RT)
    3º lugar: Jorge Luis Pieniz - CTG Tropeiros do Buricá - Três de Maio (20ª RT)
     

    Trovador mais popular: Jorge Luis Pieniz - CTG Tropeiros do Buricá - Três de Maio (20ª RT)

     

    Payada
    1º lugar: Paulo Rogério de Lima Chaves, CTG Tarumã - São Gabriel (18ª RT)
    2º lugar: Paulo Elizandro de Lima Chaves, CTG Lenço Verde - São Gabriel (18ª RT)
    3º lugar: Celso de Oliveira, CTG Velha Cambona - Portão (15ª RT)

     

    Causo
    1º lugar: Alexandre da Rosa Vieira, DT Clube Recreativo Juvenil - Passo Fundo (7ª RT)
    2º lugar: Cleinner da Silva Teixeira, CTG Tropeiros da Querência - Arroio Grande (21ª RT)
    3º lugar: Frederico Sá de Farias, CTG Velha Cambona - Portão (15ª RT)

     

    Poesia
    1º lugar: Inês Terezinha Busetti, CTG Rancho de Gaudérios - Farroupilha (25ª RT)
    2º lugar: Jefferson Rogério Valente de Barros, CTG Raízes do Sul - Lajeado (24ª RT)
    3 lugar: Jorge Claudemir Soares, CTG Tríplice Aliança - Uruguaiana (4ª RT)

     

    Conto
    1º lugar: Cândido Adalberto de Bastos Brasil, CTG Laços da Amizade - Gravataí (1ª RT)
    2º lugar: Luciele da Costa Gomes, CTG Patrulha do Oeste - Uruguaiana (4ª RT)
    3º lugar: Andréa Berenice Cavalheiro Rodrigues, CTG Presilha do Pago da Vigia - Santana do Livramento (18ª RT)

     

    TÍTULOS DO ALDEIA:

     

    1

    O CTG Aldeia dos Anjos foi campeão do Enarte nos anos de 1987, 1992, 1994, 1996, 1997, 2000, 2001, 2005, 2006, 2009 e 2015.

     

    2

    E foi o segundo colocado (vice-campeão, nos anos de 1979, 1985, 1989, 1991, 2002, 2007, 2012 e 2016.

    • coluna do silvestre
      Chineses botam os pés na aldeia com nova fábrica
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • lance de craque
      Colorados trazem o ídolo DAlessandro à Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • coluna do martinelli
      10 efeitos da nova filiação do Dr Levi
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Prefeitura quer o fim das raves em Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Algo para conter massacre de jacarés no Rio Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • inclusão
      Cega luta para reativar a associação
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Até oposição parabeniza Jones por seus votos
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Como o bilhão da GM tem seduzido investidores
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • câmara
      OPINIÃO | Sem pizza na CPI do Ipag, por favor
      por Rafael Martinelli
    • pps
      O partido que abriu as portas para Anabel e Dilamar
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.