>
notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 12/12/2017

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    semana da consciência negra

    Tarde de jogos no Ginásio Aldeião deu pontapé na programação da Semana da Consciência Negra

    COM VÍDEO | Gravataienses e haitianos driblam o preconceito

    por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 28/11/2017 às 20h31| Atualizada em 04/12/2017 às 19h08

    Clique na imagem para ver vídeo. Você também pode acompanhar em áudio e texto logo abaixo 

     

     

    Pérola das Antilhas, como chamavam os colonizadores franceses, o Haiti é o terceiro maior país do Caribe, onde vive uma população igual ao Rio Grande do Sul, num território 10 vezes menor.

    Com um PIB per capita parecido com o Brasil, de 1500 dólares, são países onde poucos ganham muito e muitos ganham pouco.

    O Haiti também é aqui.

    Mas lá é pior.

    É o país mais pobre das Américas. Um dos, se não o, mais carente do mundo em tudo. Seis em cada 10 pessoas vivem abaixo da linha da pobreza, com pouco mais de um dólar por dia. Aos bacharéis e doutores sem emprego, junta-se a outra metade do país: os analfabetos.

    Não bastasse guerras civis e saques nacionais e internacionais do gás e do ouro negro, o petróleo, desastres naturais arrasam rotineiramente o Haiti. Como os furacões anuais e terremotos, como o monstro sísmico que em 2010 deixou como rastro 200 mil pessoas mortas, outras 250 feridas e mais um milhão e meio de desabrigados numa catástrofe que botou abaixo desde frágeis construções, até o palácio presidencial na capital Porto Príncipe.

    Mas o haitiano é um povo guerreiro, alegre, do mais alto PIB da esperança. Minutos com eles são suficientes para ver.

    Neste 2017, a concentração para Semana da Consciência Negra reuniu brasileiros e creolues daquela que foi, há 200 anos, a primeira república de negros da história mundial.

    Usando uma das mais poderosas armas de paz e integração, o futebol, brasileiros e alguns dos cerca de mil haitianos que vivem na região fizeram daquela bola um mundo, sem preconceitos, sem fronteiras.

    Batemos um papo com os organizadores da festa e com haitianos, que se preocupam com as mesmas coisas que nós, brasileiros: a família, o trabalho, a política e a violência nas ruas.

    Afinal, o Haiti, muitas vezes, também é aqui.

     

    OUÇA O ÁUDIO NO PODCAST clicando aqui.

     

    A PROGRAMAÇÃO

    Quarta, 29

    : Visitas às escolas para acompanhar as atividades referentes ao tema discutido na Semana. 

    Horário: 8h30 às 12h 

    : Seminário da Saúde da População Negra - Educar é Promover a Saúde

    13h - Credenciamento

    13h30 - Abertura com lançamento da Campanha Declare sua Raça cor/etnia 

    14h30 - palestra com Cristiane Gomes, presidente do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial de Gravataí e Manoel José Àvila da Silva, professor e colaborador de Neabis.

    16h - palestra com Tatiane da Silva, coordenadora do Serviço de Assistência Especializa, da SMS

    17h - Encerramento

    Local: Ulbra Gravataí (Av. Itacolomi, 3600)

    Quinta, 30

    : Seminário da Saúde da População Negra - Educar é Promover a Saúde

    08h30 - Credenciamento

    08h30 - palestra de Terezinha Machado da Silva, professora e especialista em Literatura Africana e Jorge Onifadê, músico e compositor.

    09h30 - Intervalo

    10h - palestra de Kátia Ferreira, psicóloga do CAPS, SMS.

    11h - relato de experiência com Veroni Rauber, extencionista da Emater

    12 - Almoço

    13h30 - Credenciamento

    14h - palestra de Terezinha Machado da Silva, professora e especialista em Literatura Africana e Jorge Onifadê, músico e compositor.

    15h - Intervalo

    15h15 - palestra de Kátia Ferreira, psicóloga do CAPS, SMS.

    16h15 - relato de experiência com Veroni Rauber, extensionista da Emater

    17h - Encerramento

    Local: Ulbra Gravataí (Av. Itacolomi, 3600)

     

    GALERIA
    • coluna do silvestre
      Chineses botam os pés na aldeia com nova fábrica
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • lance de craque
      Colorados trazem o ídolo DAlessandro à Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • coluna do martinelli
      10 efeitos da nova filiação do Dr Levi
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Prefeitura quer o fim das raves em Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Algo para conter massacre de jacarés no Rio Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • inclusão
      Cega luta para reativar a associação
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Até oposição parabeniza Jones por seus votos
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Como o bilhão da GM tem seduzido investidores
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • câmara
      OPINIÃO | Sem pizza na CPI do Ipag, por favor
      por Rafael Martinelli
    • pps
      O partido que abriu as portas para Anabel e Dilamar
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.