>
notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 12/12/2017

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    inclusão

    Secretária Sônia (direita) e prefeito Marco Alba (esquerda) apresentaram projeto do Complexo de Educação Especial aos membros do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Gravataí

    COM VÍDEO | Campanha vai buscar R$ 6 milhões para Complexo de Educação Especial

    por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 07/12/2017 às 14h47| Atualizada em 08/12/2017 às 17h36

    Todos pela inclusão, todos pela educação especial.

    Este deve ser o ‘mote’ de uma grande campanha que vai ser lançada pela administração municipal com a finalidade de arrecadar cerca de R$ 6 milhões junto à população e empresários, dinheiro que vai ser empregado na construção de um projeto que é ‘a menina dos olhos’ da secretária municipal de Educação Sônia Oliveira e, por extensão, do governo do prefeito Marco Alba (PMDB), um Complexo Municipal de Educação Especial.

    A ideia da mobilização foi apresentada ontem (6/12) na reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Gravataí (Codes) pela secretária Sônia, acrescentando para o Seguinte: que o projeto vem sendo gestado desde o primeiro ano do primeiro governo Alba com a finalidade de ampliar o número de vagas e melhorar o atendimento às pessoas com necessidades especiais.

    --- A gente entendeu que a educação especial precisa de um olhar especial do gestor, do município, e o prefeito junto com a Secretaria da Educação vem nos incentivando neste sentido --- disse a secretária.

     

    Falta a grana

     

    O projeto executivo do Complexo já está elaborado, a área para a construção já existe – na Vila Aliança – mas falta o principal, o dinheiro. Na reunião de ontem, Sônia e o prefeito apelaram aos integrantes do ‘conselhão’ para que pensem e sugiram alternativas capazes de viabilizar o complexo, e que as ideias sejam apresentadas na retomada das atividades do Codes, em fevereiro.

    Ainda nesta terça algumas ideias foram sugeridas, como a realização de uma campanha ao estilo Criança Esperança, ação anual da Rede Globo, ou a abertura de conta específica para doações das empresas com abatimento dos valores no Imposto de Renda (IR) a ser pago, como preconiza a legislação do setor.

    O prefeito disse que as propostas precisam ser avaliadas pela Procuradoria Jurídica do Município para que não sejam cometidas irregularidades que acabem comprometendo a iniciativa e, ainda, gerando apontamento da Prefeitura no âmbito do Judiciário ou do Tribunal de Contas.

     

    A obra

     

    O Complexo Municipal de Educação Especial, de acordo com Sônia Oliveira – que tem uma irmã de 64 anos com necessidades especiais – visa acolher os alunos, e aumentar o número de vagas da Escola Especial para Surdos que atende em prédio alugado e a Escola Cebolinha que, atualmente, funciona junto ao prédio da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).

    A estrutura física projetada prevê um bloco administrativo e técnico, um bloco pedagógico e um terceiro bloco, de serviços. No térreo ficarão concentradas o Centro de Atendimento em Educação Especial e a Escola Cebolinha e, na parte superior, a Escola Especial para Surdos. O complexo deve contar, ainda, com quadra poliesportiva e auditório com capacidade para cerca de 50 pessoas.

    --- O município tem a carência de um espaço com toda infraestrutura necessária para atender as crianças de inclusão que hoje são mais de 800 na rede municipal --- disse Sônia.

     

    Números

     

    1

    De acordo com levantamento da Secretaria Municipal de Educação atualmente, em Gravataí, cerca de 800 crianças necessitam de vagas de inclusão em escolas especiais.

     

    2

    Também conforme os números da SME, o município tem 694 alunos com necessidades especiais matriculados na rede regular de ensino.

     

    O COMPLEXO

     

    No bloco administrativo/técnico

    : Recepção
    : Secretaria
    : Administração
    : Arquivo
    : Almoxarifado
    : Enfermaria
    : Salas de avaliação – duas
    : Sala de atendimento
    : Sala de reuniões
    : Sanitários

     

    No bloco pedagógico

    : Salas de oficinas – quatro
    Salas de recursos – duas
    : Espaço lúdico
    : Estimulação precoce
    : Sala de expressão e arte
    : Sala quitinete
    : NTM
    : Sanitários

     

    No bloco de serviços

    : Refeitório
    : Cozinha
    : Despensa
    : Lavanderia
    : Depósito de material de limpeza
    : Vestiário/sanitário

     

    PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA NÃO SÓ PODEM COMO DEVEM, SEMPRE QUE POSSÍVEL, ESTUDAR E TRABALHAR, DE MODO A EXERCEREM SUA AUTONOMIA, INCLUSÃO E INTERAÇÃO SOCIAL. PARA AUXILIAR AINDA MAIS NESSE DESENVOLVIMENTO SÃO DE GRANDE IMPORTÂNCIA O TRABALHO DE PROFISSIONAIS CAPACITADOS E SERVIÇOS QUE POSSAM SOMAR E CONTRIBUIR COM A INCLUSÃO.

    Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura de Gravataí

     

    : Dois ângulos da proposta de projeto do complexo

     

    : No térreo: Centro de Atendimento em Educação Especial (esquerda) e Escola Cebolinha à direita

     

    : No andar superior espaço projetado para funcionamento da Escola Especial para Surdos

     

    O VÍDEO

    Confira o que diz para o Seguinte: a secretária de Educação, Sônia Oliveira.

     

    • coluna do silvestre
      Chineses botam os pés na aldeia com nova fábrica
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • lance de craque
      Colorados trazem o ídolo DAlessandro à Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • coluna do martinelli
      10 efeitos da nova filiação do Dr Levi
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Prefeitura quer o fim das raves em Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Algo para conter massacre de jacarés no Rio Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • inclusão
      Cega luta para reativar a associação
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Até oposição parabeniza Jones por seus votos
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Como o bilhão da GM tem seduzido investidores
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • câmara
      OPINIÃO | Sem pizza na CPI do Ipag, por favor
      por Rafael Martinelli
    • pps
      O partido que abriu as portas para Anabel e Dilamar
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.