notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 21/02/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    educação

    Diretora da Escola Tuiuti, professora Geovana Affeldt, se disse surpresa com a informação de que o educandário pode nem abrir as portas para o ano letivo de 2020. FOTO | Guilherme Klamt

    Maior escola estadual de Gravataí está ameaçada de extinção

    por Silvestre Silva Santos | Publicada em 19/11/2019 às 14h41| Atualizada em 27/11/2019 às 17h39

    --- Estou que nem ‘marido traído’. Sou a última a saber destas coisas. Na realidade, isso significa o fim da Tuiuti. Se for confirmado o fechamento da escola no ano que vem, com realocação destes 1.200 alunos em outras escolas, quer dizer que não há necessidade de o estado investir nas reformas da escola!

    Foi como reagiu a diretora da Escola Estadual de Ensino Médio Tuiuti, Geovana Rosa Affeldt, quando foi informada pelo Seguinte: agora há pouco que o educandário pode não abrir as portas em 2020.

    A informação foi obtida com exclusividade ao meio-dia desta terça-feira (19/11) com a jornalista Bianca Garrido, da assessoria de Comunicação da Secretaria Estadual de Educação (Seduc). Mais tarde, Bianca negou a informação. Confira abaixo!

     

    O fecha não fecha

     

    1

    Por volta do meio dia, por telefone, a assessora disse com todas as letras que a escola não abriria as portas no ano que vem, ou pelo menos até que sejam concluídas as obras de reforma nos pavilhões interditados quinta-feira onde estão 12 salas de aula.

     

    2

    Informou, inclusive, que a realocação dos alunos já estaria sendo alvo de preocupação na 28ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) – que tem sede em Gravataí. A ideia seria distribuir os estudantes nas escolas da rede estadual, no município, mais próximas do Tuiuti.

     

    3

    A jornalista até encaminhou nota à reportagem, reproduzida abaixo, em que confirma que para o próximo ano letivo não serão aceitas inscrições de novos alunos, mas que não fala com clareza sobre o fechamento da escola e o destino que deverão ter os quase 1.200 alunos que atualmente estudam na Tuiuti.

     

    4

    A reportagem voltou a fazer contato, antes das 14h, através do celular pessoal da assessora, para esclarecer a questão do fechamento. Mais uma vez ela confirmou que a Tuiuti não funcionaria no ano que vem e que só receberia os estudantes a partir do momento em que as obras estivessem concluídas.

     

    5

    Pouco depois das 14h, agora à tarde, a jornalista-assessora da Seduc fez contato, pediu desculpas e reformou a informação, alegando que apenas não serão aceitas matrículas de novos alunos para o ano letivo de 2020, e que o restante das atividades da Tuiuti estaria mantido.

     

    6

    Bianca Garrido não soube dizer, entretanto, qual o destino que terão no próximo ano letivo os atuais 1.200 alunos da escola. Reforçou que até o final deste ano – 2019 – as aulas serão realizadas no formato adotado desde ontem, no CTG Carreteiros da Saudade e em salas do pavilhão administrativo.

     

    7

    --- Não sei, no momento, de verdade, o que vai ser feito para o ano que vem. Tem um pavilhão que está em obras e que deve ser entregue nos próximos dias. Neste pavilhão devem ser concentradas as aulas --- disse.

     

    8

    O pavilhão em questão, interditado em julho e que vem passando por reformas desde então, tem quatro salas de aulas, quando a necessidade da escola é de 16 salas para o bom andamento do processo ensino-aprendizagem. É espaço para acomodar pouco mais de 250, no máximo 300 alunos, nos turnos da manhã e tarde.

     

    9

    --- Sobre o que vai ser feito para acomodar os demais, te peço uma semaninha para a gente decidir e daí informar a comunidade --- concluiu Bianca, à reportagem do Seguinte:.

     

    LEIA TAMBÉM

    COM VÍDEO | Comunidade escolar teme o fim da Tuiuti

    A interditada Tuiuti se distribui na vizinhança e retoma aulas na segunda

    Estado interdita mais 12 salas de aula da Tuiuti e escola para 1.200 alunos está ameaçada

    Conselho vai dar ultimato ao governo sobre obras na Escola Tuiuti

     

    A nota da Seduc

     

    --- Devido à interdição dos prédios da Escola Tuiuti, de Gravataí, pela Secretaria de Obras e Habitação (Sop), a Secretaria Estadual da Educação (Seduc) informa que os alunos foram realocados até o final do ano e as aulas estão ocorrendo em outros locais próximos a escola.

     

    --- Estão sendo realizadas reformas estruturais em quatro prédios da instituição de ensino. O serviço inclui telhado, forro e parte elétrica. O pavilhão 4 está em obras e o prazo de entrega, por parte da empresa responsável, é até o final do mês de novembro. O valor é de R$ 110 mil. A reforma dos pavilhões 1, 2 e 3, que somam juntos um investimento de R$ 525 mil, está em fase de licitação. Ainda não há um prazo para conclusão deste serviço.

     

    --- A Escola não irá receber novas matrículas para 2020.  Entretanto, os estudantes que já pertencem à instituição de ensino terão vaga garantida. A iniciativa busca agilizar a conclusão das obras e dar mais segurança aos alunos. O local voltará a ter novos inscritos quando as obras forem concluídas.

     

     

     

     

     

     

    • coluna do silvestre
      SPA urbano quer abrir franquias na região
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • opinião
      Previdência custará 6 vezes mais que financiamentos de Gravataí; a conta de Davi
      por Rafael Martinelli
    • 3º Neurônio | tecnologia
      Como apagar dados pessoais que não deveriam estar na rede
      por Isabel Rubio | El País
    • opinião
      Os candidatos do Maroni em Gravataí e Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Às portas da ditadura; do ’vilão de estimação’
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Anabel e ’Os Homens Que Não Amavam As Mulheres’
      por Rafael Martinelli
    • obras
      Inaugurada nova iluminação de trecho municipalizado da ERS-020
      por Redação
    • opinião
      João Paulo candidato a prefeito de Cachoeirinha pelo PP; os 38 investigados na Lava Jato
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      ’Creche de Jornal Nacional’ abriu; a razoabilidade na crítica
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Mais de 150 mil veículos vão para as praias
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • opinião
      As CPIs ’napoleão de hospício’ de Cachoeirinha; entendo Groucho
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Não tem Jesus para crise dos médicos em Gravataí; nem arminha
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      ’Trolador da Globo’ faz vídeos para Anabel em Gravataí; a esquerda vive
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Acordo do Mato do Júlio é bom negócio; Greta Thunberg fica para amanhã
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.