notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 23/09/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    dias de caos

    OPINIÃO | Você, a vítima da greve dos caminhoneiros

    por Rafael Martinelli | Publicada em 24/05/2018 às 13h07| Atualizada em 06/06/2018 às 15h21

    Já com filas e postos racionando gasolina, ônibus em tabelas de verão, empresas parando a produção e previsão de falta de gêneros alimentícios em Gravataí, quase todo mundo aplaude a ‘greve dos caminhoneiros’.

    Já teve moção de parabéns na Câmara e vereadores aditivados a curtidas no Grande Tribunal das Redes Sociais. Afinal, a paralisação chama demagogias e populismos ao assentar seu piquete no imaginário das pessoas, mais do que qualquer coisa, em um “contra tudo que está aí”.

    Soluções de curto prazo só com um controle de preços pelo governo, coisa que Dilma fez e a bomba espirra ainda hoje nas contas da Petrobrás, que importava gasolina mais cara do que vendia.

    Por sensibilidade, ou porque a eleição está chegando, Temer – e a Petrobrás – de certa forma cederam em sua política para o petróleo. A garantia é que em longo prazo não haverá recuo do alinhamento aos preços internacionais, mas já houve a redução de impostos e – temporariamente – do preço do diesel, no que pode representar até 53 centavos a menos na bomba.

    Mas, como aconteceu com Dilma, é um grande faz-de-conta, que neste momento parece unir da extrema esquerda à extrema direita, passando pelo centro, num quanto pior melhor em que a política é mais uma vez atropelada e o problema só estaciona – se estacionar.

    Se o preço do barril continuar explodindo mundo afora, o que acontece nos últimos três anos, restará como única rodovia liberada a negociação de um aumento no valor dos fretes – o que logicamente reverterá em preços mais altos para quase tudo.

    Infelizmente, é a regra do jogo, pelo menos enquanto o Brasil exportar óleo cru e importar combustível refinado, que é o que faz, desde sempre, a Petrobrás.

    Que, quanto mais quebrada, mais dificuldade tem para investir e resolver essa complexa equação.

    Em resumo, pode até servir como descarrego, mas aplaudir a greve dos caminhoneiros não soa diferente das ancestrais batidas de panela.

    Certamente é o que ninguém gostaria de ler.

    Mas o acidente é inevitável.

    E a vítima será você.

     

    LEIA TAMBÉM

    OPINIÃO | Político bom é político morto

    • entrevista: vilmar
      “Ajudar Bolsonaro é um chamado de Deus”
      por Rafael Martinelli
    • personagens
      COM VÍDEO | Magrão Júnior, o Forrest Gump da Aldeia
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • mulheres contra bolsonaro
      #EleNão chega a Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2018
      A certeza de Sartori é a mesma de Marco em Gravataí
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • neste sábado
      Como será Festival Paralímpico em Gravataí
      por Silvestre Silva Santos
    • habitação
      A ocupação onde a esperança está só no nome
      por Eduardo Torres
    • candidatos locais
      Sou o Stédile e vou te contar minha história
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • candidatos locais
      Sou o Pedro Ruas e vou te contar minha história
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • candidatos locais
      Sou o Dimas e vou te contar minha história
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.