notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 17/11/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    a venda do hospital

    Políticos e administradores em foto após anúncio no gabinete do prefeito, sexta | Foto HIURI SOUZA

    OPINIÃO | Marco Alba fez bem em bancar a Santa Casa

    por Rafael Martinelli | Publicada em 18/06/2018 às 15h19| Atualizada em 29/06/2018 às 12h06

    O prefeito Marco Alba foi decisivo para a vinda da Santa Casa para Gravataí. Sem os R$ 10 milhões a mais que a Prefeitura vai bancar – para além do contrato que hoje é de R$ 45 milhões anuais em repasses municipais, estaduais e federais para o Hospital Dom João Becker – o negócio não teria sido fechado.

    Num primeiro momento, na prática, o que muda é a grife: sai a filantropia das abnegadas irmãs do Imaculado Coração de Maria e entra a excelência em gestão da bicentenária Santa Casa de Misericórdia, que soma aos atuais 200 leitos uma retaguarda de sete hospitais, mil leitos, 67 especialidades e 2,5 mil profissionais em saúde.

    O Becker era o último dos 11 hospitais que a Sociedade Educação e Caridade administrava. Mas a boa vontade e doação herdadas da padroeira Bárbara Maix já não chegavam para fechar as contas de um hospital que, justa para alguns, injusta para outros, já ganhara a fama de ‘açougue’ ou ‘shopping dos médicos’.

    Marco branqueou mais que a característica mecha no cabelo para fazer arranjos no orçamento e atender ao reajuste no contrato que era uma súplica das irmãs há pelo menos três anos. Mas fez o que o momento exigia. Seria um risco o hospital fechar as portas ou ser comprado por algum grupo privado mais preocupado em vender serviços do que atender pelo SUS.

    A Santa Casa também busca lucro – e negocia muito bem, quem conhece saúde sabe. Mas a modelagem da venda, que não envolve dinheiro vivo, e sim a obrigatoriedade de manutenção da cobertura pelo SUS por pelo menos 20 anos, garante os atuais 60% de atendimento gratuito e traz junto o compromisso de uma ampliação no hospital de Gravataí e uma integração entre toda a rede municipal de saúde e o complexo hospitalar que hoje concentra o maior número de atendimento médicos da região sul do país.

    O cálculo é que 30 mil pessoas acessem o SUS em Gravataí a cada mês. É como se cada habitante utilizasse um serviço gratuito a cada ano. O desafio do governo agora é aumentar os repasses estaduais e federais para o município, principalmente nos procedimentos de alta complexidade. É a busca do ‘milhão perdido’, já que há estimativa de que pelo menos R$ 1 milhão seja repassado para a rede de hospitais de Porto Alegre – entre eles a Santa Casa – pelo atendimento a pacientes de Gravataí.

     

    LEIA TAMBÉM

    Hospital de Gravataí é da Santa Casa

     

    Marco também deu peso político ao anúncio da compra, que depende apenas do aval do Ministério Público das Fundações. Além do alto staff das irmãs e da Santa Casa, eternizou a foto ao lado de seus vereadores, do vice-prefeito Áureo Tedesco, de Jean Torman, uma das estrelas do secretariado que acumula o comando da saúde e a procuradoria-geral, e ainda as duas apostas do governo nas eleições de 2018: a primeira-dama Patrícia Alba e o até abril deputado federal Jones Martins, que concorrem à Assembleia Legislativa e a Câmara Federal.

    – Daqui a 40 anos podem botar uma plaquinha na minha lápide como o prefeito que trouxe a Santa Casa – brincou, mostrando que considera esse um de seus principais feitos desde que assumiu em 2013.

    Inegável que Marco se associa à Santa Casa, melhore ou piore a imagem do hospital de Gravataí. Que é o hospital que temos, já que os projetos de um hospital próprio – municipal ou regional – restam como promessas mortas de governo após governo. Mas, convenhamos, é uma obviedade que o atendimento deve melhorar.

     

    Assista à reportagem do Seguinte:, produzida por Silvestre Silva Santos e Guilherme Klamt, no anúncio de sexta no gabinete do prefeito

     

    • pequenas empresas, grandes histórias
      COM VÍDEO | Lentes que retratam vidas
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • saúde
      Frente de prefeitos reage a saída de médicos cubanos
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Hoje até vereador comemora médicos indo embora
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Todo sábado é dia para adotar um pet na Sperk
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • meio ambiente
      COM VÍDEO | A nossa lista vermelha da extinção
      por Eduardo Torres
    • trânsito
      Fim da tranqueira no trânsito está mais próximo
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Saída de médicos cubanos é desastre para Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      OPINIÃO | Não façam Bordignon ’Miss Colômbia’ outra vez
      por Rafael Martinelli
    • meio ambiente
      Cobrança pela água do Gravataí pode gerar R$ 9 mi em um ano
      por Eduardo Torres
    • desejo azul
      Gremistas entregam alegria para crianças doentes
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • seu bolso
      OPINIÃO | Silvio Santos é um velho babão
      por Rafael Martinelli
    • cachoeirinha
      Asfalto em 33 ruas é símbolo para governo Miki
      por Rafael Martinelli com assessoria
    • educação
      OPINIÃO | O big brother da escola sem partido em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • história
      A história da Cachoeirinha do primeiro pedágio
      por Eduardo Torres
    • coluna do silvestre
      ‘Jardins do pesadelo’ estão perto do fim?
      por Silvestre Silva Santos
    • política
      OPINIÃO | 25 nomes para prefeitura de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • polícia
      Jovem executado por engano em hospital era de Cachoeirinha
      por Silvestre Silva Santos
    • vereadores
      Quem leva a presidência da câmara de Gravataí?
      por Rafael Martinelli
    • gravataí
      OPINIÃO | Aumento para os vereadores? Não recomenda-se
      por Rafael Martinelli
    • 2020
      OPINIÃO | A sucessão nas mãos de Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.