notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 30/05/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    opinião

    Miki Breier e Maurício Medeiros, prefeito e vice de Cachoeirinha, com as esposas Vanessa Morais e Aliny Tonolher

    Justiça derrubou truque do golpeachment contra Miki e Maurício; morte por politicagem e parenticídio

    por Rafael Martinelli | Publicada em 24/07/2019 às 13h44| Atualizada em 31/07/2019 às 15h20

    O juiz Edison Luis Corso, da 3ª Vara Cível de Cachoeirinha, anulou o golpeachment contra o prefeito Miki Breier e o vice Maurício Medeiros.

    O presidente da Câmara Fernando Medeiros disse há pouco ao Seguinte: que após a notificação decidirá junto aos vereadores a apresentação ou não de recurso ao Tribunal de Justiça.

    Juridiquês à parte, e você lê a sentença na íntegra clicando aqui, traduzo e vislumbro conseqüências futuras a processos legislativos e de impeachment.

    De cara, o magistrado derrubou o golpe arquitetado pelo autor da denúncia. O advogado Lucas Hanisch apresentou a papelada às 17h, minutos antes da sessão, e o presidente incluiu na pauta, alterando a ordem do dia.

    Além de concordar com o Ministério Público não ser razoável submeter a uma apreciação relâmpago processo de tamanha importância e, aqui opino eu, óbvia conseqüência para os atingidos e para a população, pela notória balbúrdia política criada no governo, o juiz identificou a burla do processo legislativo.

    A decisão serve de pilar para próximas votações, seja de aceitação de processo de impeachment, seja para inclusão de matérias na pauta – e aí não importa se de interesse do governo ou oposição da vez.

    Corso foi claro ao identificar a publicação da ‘ordem do dia’ como parte fundamental do que se chama ‘sessão ordinária’.

    Perfeita decisão porque impede um truque como o que foi tentado pelo autor das denúncias – e, com a cumplicidade da mesa diretora, obteve sucesso – e também segura o ímpeto de políticos que, ao formar uma maioria, resolverem empurrar a votação projetos de seus interesses.

    Parabéns ao juiz, porque, para quem gosta de um estado de regramento das coisas, a decisão, de apenas quatro folhas, bem objetiva, estabelece que a regra é clara, Arnaldo!

    Se um eventual recurso ao TJ não derrubar a decisão, a 3ª Vara Cível de Cachoeirinha estabelece também a interpretação de que, no regramento do processo legislativo, o Regimento Interno da Câmara é soberano.

    Usando o exemplo do caso, quando o RI reconhece a publicação da pauta como o início da sessão legislativa, nem a lei federal, de 67, do governo Castelo Branco, que regulamenta os processos de cassação, pode interferir, como foi a interpretação de Hanisch e da mesa diretora da Câmara.

    Corso também confirmou os termos da liminar que suspendeu o processo em junho e condenava o que chamei de ‘parenticídio’. Assim, no caso de uma reapresentação das denúncias, Marco Barbosa, que era presidente da comissão processante, não poderá mais participar, por ser cunhado do prefeito.

    Também é uma decisão tranqüilizadora. No caso do golpeachment, Marco é hoje oposição a Miki. Mas em episódios futuros, investigações e votações poderiam ser contaminadas por um conluio de parentes.

    Ao fim, o golpeachment resta sepultado e fulminado justamente na politicagem que representava, ao usar de um truque na votação de admissibilidade.

    E Cláudio Ávila, vestindo agora a camisa de defensor do governo, bota outra taça no armário. Em 2011, um título de ‘primeira divisão’, já que, oposição, foi autor do golpeachment que em Gravataí cassou a prefeita Rita Sanco e o vice Cristiano Kingeski; e, neste 2019, conquista a ‘segunda divisão’, ao livrar Miki e Maurício.

    Falo ‘segunda divisão’ com o mais alto tom pejorativo, porque os argumentos da denúncia não merecem mais que isso.

     

    LEIA TAMBÉM

    Justiça suspende impeachment de Miki e Maurício; o ’parenticídio’

    Nota de autor do impeachment é uma piada

    ENTREVISTA | Sofreu chantagem? Cortou ’mensalinho’? Sob ameaça de cassação, Miki responde essas e outras

    Autor do impeachment pedirá afastamento imediato de prefeito e vice

    Autor do golpeachment contra Miki vira político; como o peixe e Oscar Wilde

    • crise do coronavírus
      As mortes sem rosto da COVID 19 em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • política
      ’Político alvo’ desafia abertura de ’CPI das fake news’ na Câmara de Gravataí; as bravatas e verdades múltiplas
      por Rafael Martinelli
    • 3º Neurônio | humor
      Cloroquinices
      por Fraga
    • crise do coronavírus
      Servidores da Procuradoria testaram negativo para COVID 19 em Cachoeirinha
      por Redação
    • crise do coronavírus
      De quanto será socorro federal a Gravataí, Cachoeirinha e Glorinha; funcionalismo com salários congelados até 2022
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Metade da população de Gravataí é ’grupo de risco’ para COVID 19; alerta aos ’covidiotas’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Zaffa saiu da Havan como candidato a prefeito de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • negócios
      Luciano Hang e Marco Alba na ’inauguração surpresa’ da Havan Gravataí; assista
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      ’Gripezinha’, ’carreatas da morte’, Páscoa, reabertura e Dia das Mães; a progressão da COVID 19 em Gravataí e Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Advogada de Gravataí e empresa de Cachoeirinha alvos da PF; os políticos suspeitos são outros
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Por que hospital de campanha de Gravataí atrasou 30 dias; sem tirolesa ou ’Covidão’
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Pesquisa mostra aprovação a medidas de Miki na pandemia; siga na íntegra
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Morador do São Vicente é quarta vítima da COVID 19 em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Uma máscara para 30 dias na UPA; vereador denuncia empresa terceirizada
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Contágios em famílias de Gravataí mostram perigo do vírus; é homicídio, não suicídio
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí não terá ’apartheid escolar’; Marco Alba, proíba o governador de mandar alunos pobres para sala de aula!
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí não volta às aulas em junho; alerto para o ’apartheid escolar’
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      5 profissionais da UPA de Gravataí tem COVID; é o ’novo normal’
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Em nota, vereador de Gravataí reage à ’denúncia das fake news’
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      A reinvenção do comércio de Gravataí; o exemplo do Doug
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Áudio de vereador está no Ministério Público em ’denúncia das fake news’; ouça
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Cachoeirinha supera Porto Alegre em incidência da COVID; um dia de 23 confirmações
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Cristiano Abreu | EDITOR | cristiano@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.