notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 07/08/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Prefeito fez live ao lado das secretárias da Educação, Sônia Oliveira, e de Cultura, Esporte e Lazer, Fernanda Fraga

    Gravataí não terá ’apartheid escolar’; Marco Alba, proíba o governador de mandar alunos pobres para sala de aula!

    por Rafael Martinelli | Publicada em 25/05/2020 às 14h40| Atualizada em 31/05/2020 às 18h34

    Acerta o prefeito em não voltar às aulas presenciais nas escolas municipais. Nem para os ‘ricos’, nem para os ‘pobres’. E acredito que Marco Alba reúna as características necessárias de coragem e coração para ir além. Caso Eduardo Leite ‘segregue’ alunos, permitindo aula em casa para quem tem acesso à internet, e mande para a escola para quem não tem, o gravataiense tem o poder, reconhecido pelo Supremo como garantia constitucional, de ser mais restritivo que o governador e proibir qualquer criança, adolescente, adulto ou idoso em sala de aula durante a pandemia.

    Tratei da polêmica em Gravataí não volta às aulas em junho; alerto para o ’apartheid escolar’ na manhã deste domingo, em artigo o qual concluo que "sobre mandar os pobres voltarem antes para a escola, só tenho uma certeza: será uma lição prática de Casa Grande e Senzala".

    Em live à noite, que você assiste clicando aqui, a secretária da Educação Sônia Oliveira anunciou que aulas presenciais não serão retomadas em junho, em escolas públicas ou particulares, mas conteúdos serão fornecidos aos alunos por redes sociais como WhatsApp, contas pessoais ou o aplicativo EducarWeb, sistema de tecnologia contratado pela Prefeitura. Já os estudantes sem acesso à internet terão material disponível impresso, conforme cronograma que será divulgado pela SMED.

    Como já abordei em artigos anteriores, a volta às aulas é talvez o tema mais complexo da crise do coronavírus. Em meu perfil pessoal no Facebook, o único consenso que testemunhei foram pais temendo filhos em aula, no que professores concordam. A ‘ideologia dos números’ derruba qualquer argumento pendurado onde for na ‘ferradura ideológica’.

    Somente na rede municipal são 30 mil alunos e 3 mil professores. É mais de 10% de toda a população de Gravataí, que é de 281 mil habitantes, conforme estimativa do IBGE. Se cada aluno corresponde a uma família de cinco pessoas, esse número salta para 150 mil. Se, testando menos de 0,2% da população Gravataí já tem 60 casos e três mortes pela COVID-19, e conforme a Imperial College o contágio no Brasil é o mais alto do mundo, com um portador do SARS-CoV-2 infectando três, é fácil bater o sino para o ‘covidário’ entrar na sala de aula, e nas famílias de alunos, professores e trabalhadores da educação.

    – Não queremos transformá-los em professores, mas estamos pedindo o seu apoio. Na secretaria, temos o telefone 3600-7164, da equipe pedagógica, que estará à disposição dos pais e também de professores das escolas de educação infantil. Esperamos que todos entendam que não serão aulas online, mas sim atividades – foi o apelo da secretária aos pais, na transmissão ao vivo pelo Facebook.

    Ao fim, parece-me que disponibilizar conteúdos e contabilizar as atividades no cronograma das 800 horas do ano letivo é uma medida prudente – já aprovada pelo Conselho Municipal de Educação, que reúne diferentes representações da área educacional – e, talvez, única alternativa para conter um contágio que é exponencial neste maio.

    O momento é de emergência mundial. Em Gravataí, só na última semana foram confirmados cinco casos da COVID-19 em crianças de 3, 7, 9, 11 e 13 anos. A França voltou às aulas e uma semana depois precisou fechar 6 a cada 10 escolas. Um ano letivo ‘normal’ não vale uma vida sequer.

    No ENEM da vida, responda, leitor: será, ou não, ‘nota 10’, se ao fim de 2020 alguém não aprenda nada em nossas escolas, mas reste vivo?

    Apelo, Marco Alba, proíba, caso o governador promova um 'apartheid escolar', obrigando alunos pobres a frequentar aulas presenciais nas escolas estaduais de Gravataí!

     

    LEIA TAMBÉM

    5 profissionais da UPA de Gravataí tem COVID; é o ’novo normal’

    Governo federal não mandou respiradores para Gravataí; o ’plano B’

    Profissionais da UPA são testados para COVID 19; Gravataí tem 50 casos

    A reinvenção do comércio de Gravataí; o exemplo do Doug

    Herculano, de Gravataí ao ’front da guerra’ no epicentro do contágio no Brasil

    Moradora do São Jerônimo é terceira vítima da COVID em Gravataí; é segunda confirmação em 24h

    Gravataiense ainda luta contra COVID 19; ’é uma doença de solidão’

    Casos da COVID 19 devem dobrar este mês em Gravataí; saiba em que bairros estão, o sexo e a idade dos infectados

    Clique aqui para ler a cobertura do Seguinte: para a crise do coronavírus

    • cachoeirinha
      Dona Nadir, 70 anos, teve alta da COVID
      por Redação
    • crise do coronavírus
      Homofóbico não é o Miki, é você; a bandeira rosa
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Morte aos 48; já são 8 em 7 dias
      por Redação
    • gravataí
      É frágil parecer do TCE que reprova contas de Marco
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Justiça suspende ’decreto do festerê’ em Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Com COVID, Gelson grava vídeo chocante
      por Rafael Martinelli
    • política
      Anabel age conforme prega
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Miki limita horário para bares e festas
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí libera atividades não-essenciais
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Cachoeirinha vai abrir até bares, boates e cinemas
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.