notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 10/07/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Marco Alba anunciou recurso à bandeira vermelha em live na noite deste sábado

    Gravataí recorre de bandeira vermelha com promessa de 30 leitos de UTI para COVID 19; é difícil

    por Rafael Martinelli | Publicada em 27/06/2020 às 20h55| Atualizada em 30/06/2020 às 22h36

    A oferta de 30 leitos de UTI para COVID-19 são a base do recurso de Gravataí à manutenção da bandeira vermelha no Distanciamento Controlado do Governo do RS. Sem torcida ou secação, não acredito será aceito. São os fatos, aqueles chatos que atrapalham argumentos: a maioria dos leitos são uma promessa, não uma realidade.

    O anúncio do recurso foi feito pelo prefeito em live, na noite deste sábado, e que você assiste clicando aqui.

    – Não recorremos na semana passada porque não havia subsídios. Agora temos. Não é apenas uma satisfação para os insatisfeitos, mas uma argumentação técnica – argumenta Marco Alba.

    – Não se trata de ser contra ou a favor do Distanciamento Controlado. Fizemos o recurso porque Gravataí tem uma capacidade de atendimento maior do que no início da pandemia há quatro meses – acrescenta o secretário da Saúde Jean Torman.

    O plano do governo municipal une maior oferta de leitos, reorganização da atenção básica em saúde e maior fiscalização, além da subjetiva colaboração da comunidade.

    Na atenção primária, os 100 dias de pandemia, quando especialistas foram deslocados para atender nas UBSs e USFs, permitiram tempo para a Prefeitura contratar médicos e ter hoje ao menos um profissional de saúde em cada unidade básica de saúde e unidade de saúde da família, além das equipes da UPA, do 24 Horas e do Hospital Dom João Becker.

    Conforme o secretário da Saúde, a capacidade semanal foi ampliada em 2 mil potenciais atendimentos na atenção primária, responsável pelos diagnósticos e encaminhamentos de pacientes com sintomas respiratórios e suspeita da COVID-19. O novo plano de contingência prevê usar, além dos postos de saúde (todos com fichas sem necessidade de marcação de consulta para casos respiratórios) e do hospital de campanha, o espaço do 24H para triagem de suspeitos de infecção pelo novo coronavírus.

    Já a fiscalização começou a ser feita, em locais de maior movimento e, principalmente, em parques e praças, por guardas municipais e agentes de trânsito, além da orientação dos ‘coletes verdes’, também responsáveis por verificar ônibus das linhas municipais, os ‘branquinhos’, que só podem circular com passageiros sentados conforme decreto municipal.

    Outro decreto será publicado neste fim de semana prevendo multas pelo uso de campos de futebol e canchas esportivas. Na live, o prefeito ameaçou revogar cessões de uso para clubes em caso de descumprimento.

    Aí chegamos ao principal do recurso: as novas UTIs. Gravataí tinha 12 antes da pandemia, sendo 10 delas no Becker e as outras na UPA e no 24H. Com o hospital de campanha, 10 leitos foram abertos, mas a operação começou com 4 ‘UTIs’, que precisaram de respiradores cedidos pela Santa Casa. Só na última semana o Ministério da Saúde entregou 5 dos 20 pedidos em abril pela Prefeitura, que providencia agora a instalação.

    A esperança de Marco Alba é receber nesta semana os outros 15 respiradores. Neste sábado, o prefeito recebeu ligação da secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, perguntando se a Prefeitura teria como comprar 15 monitores caso recebesse apenas os respiradores.

    – Garanti que sim – conta o prefeito.

    A conta fecharia em 30 leitos de UTI para COVID-19, entre o hospital de campanha e uma nova estrutura no Becker, além dos já existentes 121 leitos e 12 UTIs para outras necessidades no hospital, UPA e 24H.

    – Gravataí está fazendo mais do que sua parte, já que pela Constituição Federal é dos governos federal e estadual a responsabilidade por leitos e UTIs – diz o secretário.

    O prefeito buscou comunicar esperança na aprovação do recurso.

    – Conforme a pesquisa da UFPel, que subsidia tecnicamente o Distanciamento Controlado do Governo do RS, a cada 1 infectado diagnosticado há 7 ativos. Então, os 341 casos de hoje representariam 2.387, com 11 mortes, ou 0,4%. Sustentamos ter capacidade de atendimento maior do que muitos dos 20 municípios da Região Porto Alegre. Podemos atender casos leves e graves, estabilizar os pacientes e aguardar leitos nos hospitais de referência (Clínicas, Conceição e, agora, a Santa Casa, em Porto Alegre, e o Universitário, em Canoas).

    – Mas, se o recurso for aceito, voltarmos à bandeira laranja e não agirmos como comunidade, respeitando o próximo, estaremos mais perto da bandeira preta – alertou.

    Reputo difícil o Governo do Estado aprovar o recurso antes da instalação das novas UTIs. Até porque o ‘balão’ do governo federal nos respiradores já dura mais dois meses e a Prefeitura precisará comprar monitores, nunca uma operação fácil, mesmo em estado de emergência. Obviamente, Marco Alba não vai sair comprando equipamentos a qualquer preço, como nos ‘covidões’ descobertos pela Polícia Federal e Ministério Público, país afora.

    Ao fim, a resposta sai terça e, até lá, a bandeira é vermelha. Se der certo, é preciso que comerciantes sigam com ainda mais rigor as regras de operação e barrem – e não sejam eles – covidiotas de máscara no queixo. Infelizmente, neste modelo ‘sueco’ do Governo do RS, que chamo de ‘experimento descontrolado’, como em É tudo com a gente em Gravataí e Cachoeirinha; o Distanciamento Controlado fake não segura a COVID 19, caberá também à Prefeitura pesar nas multas e ‘contagiar’ o bolso de quem praticar crimes contra a saúde pública.

    Ou a curva continuará ascendente. Junho foi o pior mês da COVID-19 em Gravataí.

     

    LEIA TAMBÉM

    Veja como comércio de Gravataí vai funcionar na bandeira vermelha

    Veja como comércio de Cachoeirinha vai funcionar na bandeira vermelha

    Morador da Neópolis é 11ª vítima da COVID-19 em Gravataí

    Gravataí tem 1 óbito a cada 6 dias por COVID 19; morte se espalha no ’eixo da 118’

    Com o dobro de mortes e curva ascendente, região Gravataí-Cachoeirinha está em bandeira vermelha; saiba como ficam comércios

    Como estavam os Parcões de Gravataí e Cachoeirinha no primeiro domingo sob bandeira vermelha

    Médicos testam positivo para COVID 19 e UTI do Becker está sob observação

    Prefeituráveis de Gravataí, segurem seus ’carluxos’, não politizem o vírus; culpem Deus!

    Emergência do Becker e hospital de campanha estão lotados; superintendente da Santa Casa faz radiografia

    Hospital de campanha não é lugar de celular; O Urinol de Maiakóvski

    Como funciona o hospital de campanha de Gravataí; assista

    Cachoeirinha tem segunda vítima; mortes pela COVID 19 se espalham pelo ’eixo da 118’

    A COVID 19 está espalhada por Gravataí; siga o ranking dos bairros infectados

    Perdi meu pai para COVID 19; o depoimento de uma gravataiense

    Clique aqui para ler a cobertura do Seguinte: para a crise do coronavírus

    • crise do coronavírus
      Cachoeirinha registra 8ª vida perdida para COVID 19; já são 639 casos
      por Redação
    • crise do coronavírus
      Glorinha registra primeiro óbito pela COVID 19
      por Redação
    • crise do coronavírus
      Dia de vidas perdidas para COVID 19 na Costa do Ipiranga, Mato Fino e Itatiaia; já são 732 casos
      por Redação
    • crise do coronavírus
      ’Kit COVID’ de Cachoeirinha não tem Cloroquina, Ivermectina sim
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Surto da COVID 19 em asilo já tem 4 mortes em Gravataí
      por Redação
    • crise do coronavírus
      Não vai ter helicóptero distribuindo Cloroquina pelos céus de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Projeto aprovado em Gravataí é bonito, mas perigoso na pandemia
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí vai fornecer Cloroquina pelo SUS; a responsabilidade está com os médicos
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Nem com COVID 19 Bolsonaro ajuda; fãs já morreram em Gravataí e Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Metade de Gravataí e Cachoeirinha tem doenças que potencializam a COVID 19; alerta aos covidiotas
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.