notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 26/10/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Pórtico Eu Amo Gravataí, vandalizado em fevereiro

    É hora de multar quem não usa máscara em Gravataí e Cachoeirinha!; bom, entre maus exemplos de políticos

    por Rafael Martinelli | Publicada em 04/07/2020 às 18h19| Atualizada em 16/07/2020 às 22h29

    Os prefeitos e vereadores de Gravataí e Cachoeirinha poderiam dar um bom exemplo: aprovar multas pesadas para quem não usar máscaras. A não ser que sejam sócios da delinquência intelectual – e de Código Penal – do futuro réu do Tribunal de Haia ocupa a Presidência da República, Jair Bolsonaro, 7 a cada 10 votos nas duas cidades, que vetou trechos de lei aprovada no Congresso.

    Pelotas aprovou nesta sexta. As multas variam entre R$ 117, para infrações mais leves, como a não utilização de máscaras em vias públicas, até R$ 1,176,90, considerada a infração mais grave, quando for descumprida duplamente a lei, como, por exemplo, participar de uma aglomeração sem máscara.

    Os municípios poderão regulamentar multas, caso os congressistas tenham sucesso na derrubada do indecente veto do ‘mito’ – aquele que em 22 de março disse que o Brasil, hoje com 63.295 mortes na conta do Recruta Zero que comanda o Ministério da Saúde, não teria mais vítimas que os 800 da H1N1 em 2019 – à obrigatoriedade do uso de máscaras em shoppings, lojas, indústrias, templos religiosos, estabelecimentos de ensino e demais locais fechados em que haja reunião de pessoas, e também à proibição de multas a pessoas sem máscaras em estabelecimentos públicos e a outros estabelecimentos que deixassem de disponibilizar máscaras e álcool gel gratuitamente a funcionários e colaboradores.

    Pela lei aprovada em Brasília, não são definidos valores de multas. Há apenas as sanções prevista no Código Penal: artigo 268 (Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa: Pena - detenção, de um mês a um ano, e multa) e 330 (Desobedecer a ordem legal de funcionário público: Pena - detenção, de quinze dias a seis meses, e multa).

    Na mesma metafísica que tratei ainda hoje em É inútil recorrer da bandeira vermelha; Cachoeirinha vai, Gravataí não, aprovar a lei serviria como um incentivo para a população, e comerciantes, cumprirem o Distanciamento Controlado do Governo do RS, que, mesmo fake, já que 6 a cada 10 pessoas estão nas ruas, ainda reputo o melhor dos piores modelos de isolamento adotados no Brasil.

    Não quero acreditar que os políticos não se empolguem em cobrar o isolamento social porque os próprios não respeitam as normas sanitárias. Casos estão por aí, ao vivo e nas redes sociais. É ano eleitoral. Partidos promovem reuniões e fazem visitas a eleitores, pré-candidatos idosos, ou do grupo de risco, inclusive. O adiamento hipócrita da eleição para 15 de novembro serve apenas para aumentar o tempo das campanhas em 45 dias.

    Hoje recebi foto de reunião realizada por partido nesta sexta, em que Gravataí era confirmada na bandeira vermelha (roxa, quase preta), com 15 mortes e 510 casos que, a seguir a curva ascendente, que registra 110 casos em apenas quatro dias, passará dos mil casos até o fim do julho que é a estação das UTIs superlotadas desde antes da pandemia. Contei 21 pré-candidatos num corredor de 20 metros por 5. A ‘inadiável’ pauta previa tratar da “legislação eleitoral, marketing e registros fotográficos”.

    Ao fim, é difícil cobrar coerência dos políticos, e adesão da população, quando uns exercitam o “faça o que eu digo, não faça o que eu faço”, e diariamente temos exemplos inacreditáveis, como no Rio de Janeiro das 10 mil mortes, em que uma elite burra e asquerosa lotou bares do Leblon no primeiro dia de abertura (e restam como potenciais contaminadores dos pobres que lavam suas cuecas e calcinhas), ou então de um clube centenário como o Grêmio, que desperta amores e fanatismos, e tem, pelas pesquisas, a maior torcida gaúcha, e agora ameaçar ir treinar em Santa Catarina para dar um ‘171’ no Distanciamento Controlado do RS.

    Genial, Oscar Wilde escreveu “chamamos de ética o conjunto de coisas que as pessoas fazem quando todos estão olhando; o conjunto de coisas que as pessoas fazem quando ninguém está olhando chamamos de caráter”. No caso da COVID-19, é pior: não se trata de dar a essa gente liberdade para se sucidar, e sim licença para matar.

     

    LEIA TAMBÉM

    Visitas estão suspensas por tempo indeterminado no Hospital Dom João Becker

    Gravataí saiu do fim da fila dos respiradores

    Pronto Atendimento 24 Horas de Gravataí agora só atende COVID 19; UPA recebe outros pacientes

    Hospital de Gravataí vai suspender cirurgias por falta de anestésicos para entubar pacientes da COVID 19.

    Vítima da COVID 19 morre em casa em Gravataí; Cachoeirinha registra novo óbito

    UTIs lotam até domingo; prefeito de Gravataí faz alerta na Câmara

    ’Estamos mais perto da bandeira preta’, diz Marco Alba; já são 471 casos e 14 mortes

    Emergência do Becker e hospital de campanha estão lotados; superintendente da Santa Casa faz radiografia

    Pior mês da COVID fecha com crescimento de mais de 300 por cento em Gravataí e Cachoeirinha; é hora de reabrir comércio?.

    Com o dobro de mortes e curva ascendente, região Gravataí-Cachoeirinha está em bandeira vermelha; saiba como ficam comércios

    Veja como comércio de Gravataí vai funcionar na bandeira vermelha

    Veja como comércio de Cachoeirinha vai funcionar na bandeira vermelha

    É tudo com a gente em Gravataí e Cachoeirinha; o Distanciamento Controlado fake não segura a COVID 19

    Conheça decreto que restringe acesso a praças e parques de Gravataí

    Clique aqui para ler a cobertura do Seguinte: para a crise do coronavírus

    • política
      Onde esteja a bunda, Gravataí perde 18 mi em 2021
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Por que Clebes e Nadir apoiam Dimas
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Justiça não aceita denúncia por uso eleitoral da UPA
      por Rafael Martinelli
    • km da morte
      Gargalo da 118: Lei executará projeto de Marco Alba
      por Redação
    • duplicação
      Governador anuncia projeto para 118 com 030
      por Redação
    • eleições 2020
      Dimas responde Dr. Levi: ’será cassado’; ’Tapetão 2.0’
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Dr. Levi: ‘usaram as mentiras de quando eram do PT’
      por Rafael Martinelli
    • upa das moradas
      Marco Alba entrega segunda UPA; veja em vídeo
      por Redação
    • eleições 2020
      Justiça confirma Zaffa e Dr. Levi nas urnas
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.