notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 21/09/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Foto AGÊNCIA BRASIL

    Ricos de Gravataí poderiam pagar por serviços domésticos proibidos na pandemia; a vaquinha da piscina

    por Rafael Martinelli | Publicada em 10/07/2020 às 17h46| Atualizada em 14/07/2020 às 18h04

    Li postagem do polêmico Cláudio ‘Dr. Golpeachment’ Ávila reclamando que decreto do prefeito Marco Alba proíbe serviços domésticos e, por isso, a síndica não permite essa atividade, especialmente os trabalhos de jardinagem e limpeza das piscinas, no condomínio onde mora, um dos bairros nobres de Gravataí.

    – Essas pessoas entram nos pátios e muitas vezes sequer são percebidas, não oferecem nenhum perigo de eventual transmissão de vírus, pois não têm nenhum contato com os moradores. Já são de confiança com acesso livre aos lotes – escreve o advogado, que cassou Rita Sanco (PT) em Gravataí, em 2011, e livrou Miki Breier (PSB), em Cachoeirinha, em 2019.

    Começo a análise pelo menos importante.

    Ávila, que será o coordenador da campanha de Dimas Costa (PSD) à Prefeitura, ou vice (como torcem, ou secam, muitos), compara os serviços domésticos com a Área Azul.

    – Será que a caneta que multa e arrecada os torna imune ao vírus? – questiona.

    Parece-me justificável o risco de manter fiscais nas ruas, já que impedem o pior: que zonas centrais se tornem um estacionamento para passeio de férias, como parecia o Centro, por exemplo, quando o comércio reabriu.

    Tratei sobre essa polêmica da Área Azul, que incomoda tanto a elite do jipe Renegade pedalado, no artigo Vereadores de Gravataí são responsáveis por enganar usuários da Área Azul.

    O que me motiva a comentar o post é a questão dos serviços domésticos, cujo decreto municipal apenas reproduz proibição do Distanciamento Controlado do Governo do RS para município em bandeira vermelha, como Gravataí.

    Entendo que essas pessoas também precisam proteção. Quem faz serviços gerais não ‘aparece’ no condomínio tipo o Queiróz em Atibaia. Muitos usam transporte coletivo.

    E, mesmo que hoje as estatísticas mostrem que atualmente os pobres tem maior potencial de contágio, já que vivem em lugares com mais gente do que metros quadrados, não podemos esquecer que antes de virar tragédia na Senzala, o vírus começou na Casa Grande (onde o pessoal viaja bastante, conforme provam check-in nas redes sociais). 

    Escrevi, com bastante dados, em É essencial limpar a Casa Grande; abolida escravatura, pretas e pobres ao trabalho!:

    (...)

    É ou não é o país do ‘quartinho da empregada’, onde feio é empregada pobre e preta ir para a Disney, e não o fato de se contaminar com a doença trazida do Exterior pelos ricos. Onde o difícil é a patroa cuidar da casa ou deixar os filhos sozinhos em aulas online, e não a empregada pobre e preta, sem creche e sem escola, deixar os filhos sob os cuidados de outras crianças, ou de pais idosos.

    Dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT) mostram que se organizasse um encontro de todos os seus trabalhadores domésticos, o Brasil reuniria uma população maior que a da Dinamarca, composta majoritariamente por mulheres negras.

    (...)

    Ao fim, é nobre, e genuína, por ser ele um ex ‘menino da Abemgra’, que batalhou para ser hoje um profissional reconhecido e viver bem, a preocupação de Ávila ao lembrar da importância da renda para o sustento dessas famílias que não podem trabalhar na bandeira vermelha. Poderia o advgoado sugerir uma campanha rápida entre moradores do condomínio para manter os pagamentos a esses trabalhadores enquanto durar a pandemia.

    Algum condômino 'comunista' talvez até propusesse a socialização da vaquinha: quem tiver a piscina maior, ou térmica, paga mais.

     

    LEIA TAMBÉM

    Gravataí e Cachoeirinha testam pouco para COVID 19

    Em 10 dias, Gravataí e Cachoeirinha tem casos de 4 meses de pandemia

    Não vai ter helicóptero distribuindo Cloroquina pelos céus de Gravataí

    Gravataí vai fornecer Cloroquina pelo SUS; a responsabilidade está com os médicos

    Nem com COVID 19 Bolsonaro ajuda; fãs já morreram em Gravataí e Cachoeirinha

    Metade de Gravataí e Cachoeirinha tem doenças que potencializam a COVID 19; alerta aos covidiotas

    Mini lockdown de Porto Alegre é prévia para Gravataí e Cachoeirinha

    O desabafo de um amigo por mais uma vítima da COVID 19 em Gravataí

    Sem máscara, multem, Gravataí e Cachoeirinha!; seria um bom, entre maus exemplos de políticos

    É tudo com a gente em Gravataí e Cachoeirinha; o Distanciamento Controlado fake não segura a COVID 19

    Clique aqui para ler a cobertura do Seguinte: para a crise do coronavírus

    • eleições 2020
      Lazzarotto à Prefeitura; ’Renda mínima contra fome’
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Ávila a vereador evidencia afastamento de Dimas
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Nadir responde sobre conspiração contra prefeito
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      A vereadora necessária em Gravataí é do PT
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Leonardo à Prefeitura de Glorinha: ’Contra os mesmos’
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Coordenador de Dimas é ex-secretário de Marco
      por Rafael Martinelli
    • política
      A mais nova conspiração contra Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Claiton à Prefeitura; ’Nem governo, nem oposição’
      por Rafael Martinelli
    • justiça
      Caso Dorildes: motorista de app vai a júri, PMs não
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      João Paulo e Adriano, a chapa bolsonarista
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Fora da coordenação de Dimas, Ávila mira Dr. Levi
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      Anabel: ´candidata de verdade, não de plástico’
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.