notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 15/04/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Foto AGÊNCIA BRASIL

    Os números de Zaffa estão certos: Gravataí tem menor média de mortes na Grande Porto Alegre; A oposição e o marxismo atualizado

    por Rafael Martinelli | Publicada em 29/03/2021 às 19h02| Atualizada em 11/04/2021 às 14h43

    Com 507 vidas perdidas até às 18h desta segunda, infelizmente foi confirmada em Gravataí a trágica marca das 500 mortes até domingo, como projetei em Caíram aviões em Gravataí: 500 vidas perdidas até fim da semana; São 2 Airbus, duas boates Kiss.

    Coincidência ou não, o compartilhamento do artigo, ou diferentes narrativas sobre os dados apresentados, apareceram em postagens de governo e oposição.

    Na sexta, quando fiz a publicação, o vereador de oposição Cláudio Ávila compartilhou e fez críticas à gestão da pandemia pelo governo Luiz Zaffalon.

    No sábado, em seu perfil no Facebook, Zaffa usou dados iguais aos do artigo para mostrar acertos em meio à tragédia: Gravataí tem a menor mortalidade entre as maiores cidades da Grande Porto Alegre.

    – Dói muito cada morte. Mas, em meio a tanta tristeza, estatísticas mostram que entre os maiores municípios da Região Metropolitana, temos o menor número de perdas de vidas por 100 mil habitantes – postou o prefeito.

    O índice de 173/100 mil de Gravataí é alto, mas menor que Canoas 262.5, Porto Alegre 226.2, Alvorada 214.5, Cachoeirinha 206.5 e Viamão 185.2.

    Oficialmente é fato.

    Retirei os dados do site oficial do coronavírus criado pelo governo gaúcho.

    Domingo, Dimas Costa, segundo colocado na eleição para a Prefeitura, somou-se às críticas ao governo e usou dados comparativos entre Gravataí e a Canoas de Jairo Jorge, de seu PSD, também partido de Ávila: Canoas testou 34,03% da população, Gravataí 19,12%; Canoas tem 39,36 leitos de UTI para cada 100 mil habitantes; Gravataí 7,06.

    Oficialmente, também é um fato.

    Na 'ideologia dos números' ficamos assim: pelos dados oficiais, menos gravataienses morrem da COVID, mas a cidade testa menos e tem índice menor de leitos.

    Se Ávila, Dimas ou alguém da oposição provar subnotificação, ou seja, que pela menor testagem há gente morrendo em Gravataí sem diagnóstico correto da COVID, aí a crítica é válida.

    Do contrário, é, na melhor das hipóteses, informação desnecessária, já que o comparativo sobre capacidade financeira de comprar testes e disponibilizar leitos, mesmo que levando em conta a relação por 100 mil habitantes, não é justa com Gravataí e, para achar algum vilão, seria preciso voltar ao tempo em que, conforme o jornalista Rodrigo Becker pesquisa, Dom Pedro I defecou na Fonte do Forno.

    Na hipótese do meio, é o tradicional discurso político, a busca de oposicionistas por espaço.

    Já na pior das hipóteses, que reluto acreditar, seria só mais um caça-cliques no Grande Tribunal das Redes Sociais.

    Ao fim, toda essa polêmica me lembrou o marxismo atualizado por Millôr: “Já que não podemos fazer nada pelos miseráveis, precisamos, pelo menos, diminuir a grita dos contentes”.

     

    LEIA TAMBÉM

    Tragédia da Grande Porto Alegre ’deu no New York Times’, Alices; Não chame o síndico!

    Gravataí não vai abrir comércio no fim de semana: ’Quero manter situação sob controle’, diz Zaffa; Em Porto Alegre, liberou geral

    Gravataí e Cachoeirinha: comércio pode reabrir segunda; As mensagens da diarista que se foi

    Não seria hora de um lockdown de verdade, de indústria, supers e ônibus em Gravataí e Cachoeirinha?; O exemplo que funcionou

    6 meses para ’vacina municipal’: no conta gotas atual, 2 anos para imunizar Gravataí e Cachoeirinha

    • coronavírus
      Vidas perdidas em Gravataí mostram que pandemia segue letal em abril; O detector de mentiras do Bial
      por Rafael Martinelli
    • segurança
      A madrugada dos vândalos: Gravataí já calcula 50 mil em prejuízos
      por Redação | Assessoria
    • coronavírus
      A pauta-bomba: Gravataí congela em 4,80 tarifa que custaria 7,22: ’É socorro ao transporte público, não à Sogil’
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      COVID: Zaffa confirma congelamento de passagens em Gravataí até fim de 2021
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Socorro da Prefeitura para Sogil chega a 5 milhões em Gravataí; ’Pauta-bomba’ está na Câmara
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Por que vacinação foi suspensa em Cachoeirinha; O ’fiasco’ de 103 de dezembro de 2020
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      Transformar vacinação de Marco Alba em uma coisa ruim é arma para negacionistas
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.