notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 26/09/2017

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna do silvestre

    Prefeito Marco Alba recebeu o ex-vereador Márcio Souza (abre portas dos empreendedores no município), Carlos Johannpeter, Ivan Renner, Paulo Luz e Richard Schwambach, representantes da JL Empreendedora – C. Johannpeter & Luz e do Colégio Sinodal

    Vem aí uma cidade de alto padrão dentro de Gravataí

    por Silvestre Silva Santos | Publicada em 20/07/2017 às 21h53| Atualizada em 28/07/2017 às 15h26

    Acabei de chegar de uma reunião alvissareira que ocorreu no final de tarde – começo desta noite no gabinete do prefeito de Gravataí, Marco Alba (PMDB).

    E não foi uma reunião qualquer.

    Ouvi, com o prefeito, a primeira-dama Patrícia Bazotti Alba, outros secretários e representantes de órgãos públicos da municipalidade, bem como “um par” de colegas de imprensa, que o município está ganhando um mega empreendimento, investimento de alguns milhões, cifra que não ouso calcular e que os investidores se negam a revelar.

    Trata-se de algo que vem sendo planejado há pelo menos 12 anos, segundo me confidenciou um dos principais investidores, Carlos Bier Gerdau Johannpeter. O sobrenome já serve para que se tenha uma dimensão do que vem por aí!

    Ele e mais um investidor individual e mais um grupo investidor (de 11 pessoas do Rio Grande do Sul e de fora do estado), estão lançando em Gravataí aquele que tende a ser o empreendimento imobiliário de mais alto nível até agora existente, ou por existir no município, o Prado Bairro-Cidade, da JL Empreendedora – C. Johannpeter & Luz, numa área de mais de 350 hectares.

     

    “O tchan” da questão

     

    Trata-se de um condomínio de luxo que será colocado à venda em quatro etapas. A primeira com lançamento programado para já, no final do mês que vem ou começo de agosto, com vendas a partir de setembro. Tanto que o empreendimento já vem sendo apresentado às imobiliárias da cidade (a portas trancadas) e já foi mostrada no Sindilojas.

    Agora vem o “tchan!” da questão!

    Não é apenas mais um loteamento. Junto com ele vem um nome referência em ensino, o Colégio Sinodal, hoje com sua principal escola em São Leopoldo e outra em Portão, que tem como lema “Educando para a Liderança”.

    Já escrevo mais sobre o Sinodal...

    Voltando ao que vem no pacote: A ideia da JL Empreendedora – C. Johannpeter & Luz  é que o projeto Prado Bairro-Cidade seja, de fato, uma cidade dentro de Gravataí. Vai ser na margem direita da BR-290, a Freeway, no sentido capital-litoral, pouco antes do condomínio Paragem Verdes Campos.

    Tão próximo que os moradores também vão aproveitar a rótula de acesso ao complexo da General Motors para virem a Gravataí ou se deslocarem a Porto Alegre.

    E tem mais.

     

    A primeira etapa

     

    A largada vai ser com o Condomínio Prado do Álamos. A segunda etapa será do Condomínio Prado da Cidadela. E tem mais duas etapas cujos condomínios ainda não têm denominação. Na medida em que o Prado Bairro-Cidade vai ganhando corpo – no total para cerca de 20 a 25 mil moradores – vão surgir além do Colégio Sinodal estabelecimentos comerciais como hotel, shopping, restaurante, supermercado...

    Nesta fase inicial vão ser postos à venda 272 lotes, com áreas que vão dos 600 aos 1.000 metros quadrados. Na média, 700 metros quadrados. Detalhe: com rede de energia elétrica subterrânea, iluminação toda com luminárias de led, serviços de distribuição de água potável e coleta e tratamento de esgoto já contratado com a Companhia Riograndense de Saneamento – a Corsan.

    Tudo já devidamente registrado e com todos os licenciamentos necessários, concedidos.

    Nesta apresentação não foi citado o preço dos lotes. É coisa para as imobiliárias, para tratar com os corretores. Mas, nas palavras de um felicíssimo prefeito Marco Alba, a tendência é que estes 272 lotes iniciais sejam vendidos num prazo de 30 dias.

     

    O futuro é ali

     

    Aliás, o prefeito Alba literalmente agradeceu o presente que o grupo de empresários deu para a cidade no Dia do Amigo, comemorado neste 20 de julho, praticamente garantiu clientela para os lotes e assegurou demanda para um rápido crescimento do Sinodal, cuja implantação deve ser inicialmente modesta nas palavras do diretor-geral, Ivan Renner.

    Para o prefeito o futuro de Gravataí corre na velocidade – e ao lado – da Freeway.

    --- É a melhor região do município. Sem dúvida, daqui alguns anos e num prazo relativamente curto, vai ser a região com maior destaque de Gravataí --- disse Marco Alba que citou, aos visitantes, o trabalho que vem realizando para sanear as contas da Prefeitura e captar recursos para, em seu segundo mandato, investir em obras públicas capazes de mudar a cidade. Para melhor.

     

    E o Sinodal?

     

    Voltando então ao colégio Sinodal! Antes mesmo de entrar na reunião com Marco Alba o Seguinte: sabatinou o diretor Ivan Renner, na antessala do gabinete do prefeito. Ele contou, com segurança e euforia, que neste e no próximo ano serão elaborados os projetos para a obra da futura unidade do Sinodal, em Gravataí.

    Nos anos de 2019 e 2020 deve começar e terminar a construção do prédio, no formato modular – para permitir futuras e eventuais ampliações – e que no ano de 2021 devem de fato começar as aulas. A instalação do colégio na aldeia dos anjos foi decidida depois de uma disputa com – nada mais, nada menos! – as cidades de Gramado e Canela, na Serra Gaúcha.

    A opção por Gravataí se deu a partir do momento em que foram assegurados dois quesitos: propriedade (aporte dos investidores da Prado Bairro-Cidade) e demanda (expectativa de clientela do próprio empreendimento residencial mais a demanda de Gravataí e cidades vizinhas).

    A escola deve ser erguida em uma área de 37,5 mil metros quadrados, equivalente a um valor de R$ 30 milhões, doada pela JL Empreendedora – C. Johannpeter & Luz. Uma forma de qualificar o mega condomínio e oferecer aos futuros moradores segurança e fácil acesso à escola, já que o plano é atender crianças dos três meses aos 17 anos, do pré ao ensino médio completo.

    No melhor padrão Sinodal!

    Ou seja, uma excelência educacional que, desde a implantação do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) sempre esteve entre as 11 escolas com melhor classificação do país, sendo três vezes primeiro lugar, inclusive no ano passado. Escola de onde saíram expoentes do vôlei nacional, na qual o ensino bilíngue é parte da grade curricular, onde se ensina música (quase 150 alunos tocam 11 diferentes instrumentos) e por aí a coisa anda!

    São, atualmente, cerca de 1,7 mil alunos matriculados no Sinodal de São Leopoldo e Portão, segundo Renner. Dois índices: 80,5% é o índice de aprovação de alunos do Sinodal em vestibulares de universidades públicas e privadas em 2017, e 35% é a média de aprovação dos alunos do Sinodal em universidades federais nos últimos cinco anos.

     

    PARA CONHECER

     

    1

    O Colégio Sinodal foi criado em 1936 – tem 81 anos – por imigrantes e seus descentes com raízes na religião evangélico-luterana como espaço para formação integral do aluno.

     

    2

    Hoje a escola tem duas unidades de ensino: Colégio Sinodal – São Leopoldo e Colégio Sinodal – Portão, mantidas pela Instituição Sinodal de Assistência de Educação e Cultura – ISAEC, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil – IECLB.

     

    3

    Formação e transformação são princípios filosóficos e pedagógicos que fundamentam uma educação que desenvolve o senso crítico, honestidade e responsabilidade, desafiando a criatividade, valorizando a liberdade de expressão com respeito e civilidade, sensibilidade, autonomia, espírito de independência, raciocínio lógico e amor pela natureza.

     

    4

    A linha pedagógica do Centro de Ensino Médio Sinodal opta por uma ação educativa de cunho sociointeracionista que se dá na construção do conhecimento, através de relações significativas entre professor-aluno e aluno-aluno e que prioriza a criatividade, raciocínio lógico, liberdade de expressão, senso crítico, sensibilidade, liderança, autonomia, solidariedade e espírito cristão.

     

    Realmente é daquelas notícias que dá um prazer enorme a gente escrever.

    • polêmica
      Sem Gravataí, Sartori lança nesta terça PPP da Corsan
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • grana na rede
      Empresa investiu na melhoria da rede elétrica
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • contas públicas
      Câmara de Cachoeirinha custa mais que Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • cachoeirinha
      13º para o funcionalismo só com empréstimo
      por Rafael Martinelli com assessoria
    • duplicação da 118
      Definida empresa para duplicar 10 quilômetros
      por Silvestre Silva Santos
    • EXCLUSIVO
      Bordignon vai a justiça para anular condenação
      por Rafael Martinelli
    • EXCLUSIVO
      Plano Diretor não impede Estre em Glorinha
      por Rafael Martinelli
    • ensino superior
      O que diz a Ulbra sobre rumores de fechamento
      por Silvestre Silva Santos
    • casa própria
      ASSISTA EM VÍDEO | Abrindo as portas do Novo Mundo
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • caos prisional
      Prisão ao ar livre está lotada em Gravataí
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • opinião
      O grande negócio da Corsan para região onde jorra o dinheiro
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Tem muito gato roubando energia na rede elétrica
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.