notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 21/02/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    coluna do silvestre

    Esquilo símbolo da empresa que pode ser visto por quem passa pela avenida Dorival de Oliveira é o sinal de que a Rede Zaffari ainda não desistiu do empreendimento em Gravataí. Ainda.

    Por que o Zaffari de Gravataí demora tanto

    por Silvestre Silva Santos | Publicada em 18/06/2019 às 19h13| Atualizada em 05/07/2019 às 14h27

    E o empreendimento da Companhia Zaffari, ou Rede Zaffari, ou ainda Supermercado, Hipermercado, Shopping, Powercenter ou  simplesmente Zaffari? Enfim, do Zaffari... Aquele empreendimento da novela de intermináveis capítulos ali na parada 60 da avenida Dorival de Oliveira, em Gravataí, que ‘envolve’ o terreno da igreja Nossa Senhora de Fátima e alguns empreendimentos comerciais no entorno do templo religioso, e faz frente também para a avenida Marechal Rondon, divisa de Gravataí com Cachoeirinha...

    Pois então!

    Um “passarinho verde” – sempre os passarinhos verdes! – me contou que nesta quarta, no máximo até o fim desta semana, acontece uma nova reunião entre representantes da administração municipal e os sócios – três PJs e um PF, traduzindo: três pessoas jurídicas (empresas) e uma pessoa física – para conversar sobre uma possibilidade de acordo para liberação da área que está impedindo que o empreendimento deslanche.

    Os empresários (que têm CNPJs de peso por trás de seus nomes, pelo menos dois deles) estão se prendendo a minúcias como quem fica com qual parte do imóvel – que tem em torno de 20 hectares – depois de entregar para o Zaffari o que é necessário para arruamento (aproximadamente 3,5 hectares), buscando cada um o pedaço de chão que, acreditam, vai restar mais valorizado.

    Ou por fazer frente com a avenida Dorival, ou por ter maior área fazendo divisa com o powercenter de R$ 300 milhões projetado pelo Zaffari e anunciado aos quatro cantos da aldeia dos anjos e região, ainda lá por 2012, quando foi fincado no terreno o outdoor com o esquilo símbolo da empresa. Para saber, eles contestaram judicialmente e o decreto de desapropriação, assinado pelo prefeito Marco Alba (MDB) em 6 de novembro de 2017.

    O que os empresários precisam ceder – e para isso a proposta do governo foi fazer um encontro de contas já que são devedores de tributos municipais como, e principalmente, o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), em torno de R$ 4 milhões conforme o “passarinho verde” – é uma parte do imóvel sobre o qual têm propriedade, facilitando ao Zaffari o acesso para a Dorival de Oliveira e uma maior visibilidade do empreendimento para quem passa pela avenida.

     

    Risco Zaffari

     

    A mesma ave comentou comigo que há um novo componente que fermenta a possibilidade de a empresa chutar o balde e desistir do investimento na aldeia dos anjos. Muito embora já tenha colocado um bom dinheiro – valores só conhecidos pela cúpula da rede do simpático esquilo – na aquisição do terreno, pagamento de tributos anuais já que abriu mão formalmente de isenções e abertura e asfaltamento de ruas com redes pluvial e de sustentação da distribuição de energia, mais a estrutura da iluminação pública.

    Pesa a favor de Gravataí a localização do imóvel onde a Rede Zaffari diz, ainda, que vai construir seu mega-empreendimento, já ter a posse do imóvel e já ter feito investimentos pesados no mesmo. No outro prato da balança estão o momento atual da economia nacional que não é muito favorável ao empreendedorismo de grande porte e o fato de a empresa ter descoberto nichos de negócios no centro do país, especialmente São Paulo e suas grandes cidades, a maioria polos industriais emergentes.

    --- Olha, dizer que não tem esse risco (de o Zaffari desistir de Gravataí) não dá. É sempre uma possibilidade, principalmente se considerarmos as circunstâncias atuais do mercado --- falou o “passarinho verde”.

     

    A NOVELA

     

    Abril de 2016: Zaffari: obras a uma esquina

    Outubro de 2016: Zaffari fará shopping, não presídio na 59

    Dezembro de 2016: Obra do Zaffari em Gravataí não andou neste ano

    Março de 2017: E o Zaffari da 60 vai mesmo sair do chão?

    Abril de 2017: Zaffari confirma investimento de R$ 300 milhões em Gravataí

    Maio de 2017: Definição sobre área para o Zaffari sai até o dia 20

    Maio de 2017: Solução para as ruas do Zaffari está estourando

    Junho de 2017: COLUNA DO SILVESTRE ! Zaffari, mais um capítulo rumo ao final da novela

    Julho de 2017: EXCLUSIVO | Zaffari de Gravataí pode não sair

    Setembro de 2017: E o Zaffari de Gravataí vai ficar só no esquilo?                           

    Outubro de 2017: Zaffari já pode mandar abastecer os tratores

    Outubro de 2017: EXCLUSIVO | Cláudio Zaffari fala sobre hipermercado em Gravataí

    Novembro de 2017: MINUTO SEGUINTE | Prefeito desapropria área que falta para o Zaffari

    Novembro de 2017: Publicado decreto da desapropriação da área para o Zaffari

    Fevereiro de 2018: EXCLUSIVO | O que está travando o Zaffari de Gravataí

    Agosto de 2018: EXCLUSIVO | Zaffari compra terreno e toca o mega-projeto de Gravataí

    Janeiro de 2019: COM VÍDEO | Terreno do Zaffari virou um baita lixão

     

     

     

     

     

     

    • coluna do silvestre
      SPA urbano quer abrir franquias na região
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • opinião
      Previdência custará 6 vezes mais que financiamentos de Gravataí; a conta de Davi
      por Rafael Martinelli
    • 3º Neurônio | tecnologia
      Como apagar dados pessoais que não deveriam estar na rede
      por Isabel Rubio | El País
    • opinião
      Os candidatos do Maroni em Gravataí e Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Às portas da ditadura; do ’vilão de estimação’
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Anabel e ’Os Homens Que Não Amavam As Mulheres’
      por Rafael Martinelli
    • obras
      Inaugurada nova iluminação de trecho municipalizado da ERS-020
      por Redação
    • opinião
      João Paulo candidato a prefeito de Cachoeirinha pelo PP; os 38 investigados na Lava Jato
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      ’Creche de Jornal Nacional’ abriu; a razoabilidade na crítica
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Mais de 150 mil veículos vão para as praias
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • opinião
      As CPIs ’napoleão de hospício’ de Cachoeirinha; entendo Groucho
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Não tem Jesus para crise dos médicos em Gravataí; nem arminha
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      ’Trolador da Globo’ faz vídeos para Anabel em Gravataí; a esquerda vive
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Acordo do Mato do Júlio é bom negócio; Greta Thunberg fica para amanhã
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.