notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 23/02/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    minha bagagem

    O futuro do presente

    por Marta Busnello | Publicada em 15/07/2017 às 19h12| Atualizada em 15/07/2017 às 19h12

    Silvestre, aqui do Seguinte:, fez uma reportagem sobre as “quinquilharias” que o Léo tem para vender em sua loja. Entre coisas de várias épocas, estilos e formas, há uma carranca. O lojista contou que foi deixada ali por alguém que mudou e a estátua não coube no novo endereço.

    Já deixei para trás muitos objetos em razão de espaços menores em novos apartamentos e casas. Tive que fazer escolhas a cada mudança. É sempre um dilema – e sei que você concorda comigo - porque alguns objetos são companheiros emocionais das nossas vidas. Como entregar um pedaço delas para outros?  Ou, pior ainda, como colocar no lixo o que estava lá em algum canto ou armário e, de repente, recupera importância justo na hora do descarte e por causa dele?

    Com o tempo, aprendi a facilitar esse processo me perguntando honestamente se determinado objeto ou peça é fundamental para a minha existência. Não utilizei em determinado número de meses ou anos?  Não está impregnado de afetos? Então não preciso conservar. Vai embora. Se, em caso de necessidade, posso adquirir modelo igual ou semelhante, vai embora ainda mais depressa.

    Agora, se a coisa é companheira sentimental, o embate entre razão e emoção ganha outro contorno. Quando se apresenta a dificuldade em diferenciar o “eu preciso” do “eu mereço”, apelo para uma pergunta cruel: na iminência de uma tragédia qual o único objeto que eu salvaria?

    Às vezes faço uma foto e digo adeus! Por certo encontrará outro dono. Chegará noutra casa sendo desejado e, portanto, terá outro sentido, quem sabe outro uso.   

    Esse modo de ver as coisas está me fazendo gostar da ideia de poder partir a qualquer tempo, para qualquer lugar, levando na bagagem somente esperanças e saudades. As esperanças nos movem no presente. As saudades nos conectam com o passado. Com esperanças e saudades bem vivas no presente, creio que estou encaminhando melhor ainda o futuro.                                                          

     

    Clique aqui para ler a reportagem  | Tá cheio de quinquilharias na lojinha do Léo

     

     

    • projeto Semear
      Produção de alimentos no lugar de ocupações
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • o parto da notícia
      Gugu Streit vice de Sartori (e Marco Alba)
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Filho de Bolsonaro chama ex-vereador de bandido
      por Rafael Martinelli
    • câmara
      Nadir vai contra o prefeito na polêmica do IPTU
      por Rafael Martinelli
    • câmara
      OPINIÃO | IPTU, a audiência que não terminou
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Do Zaffari ao Asun: como trabalhar com eles
      por Silvestre Silva Santos
    • carnaval 2018
      A Onça Negra não vai beber água no Porto Seco este ano
      por Silvestre Silva Santos
    • gravataí
      Quem assume mandato com cassação de vereadores
      por Rafael Martinelli
    • mobilidade urbana
      Será o fim dos quebra-molas na zona urbana?
      por Silvestre Silva Santos
    • câmara
      7 coisas sobre audiência pública do IPTU
      por Rafael Martinelli
    • exposição
      Tem som de museu no Gravataí Shopping
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • vereadores
      Como manter mandato mesmo com cassação no TRE
      por Rafael Martinelli
    • caso das laranjas
      TRE: mandato de 3 vereadores de Gravataí está em jogo segunda
      por Rafael Martinelli
    • rio limpo
      Navegando com pachamama ao futuro do Gravataí
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • série prefeitos
      10 coisas que Marco fez em Gravataí
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • série prefeitos
      10 coisas que Miki fez em Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • série prefeitos
      10 coisas que Darci fez em Glorinha
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.