notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 23/11/2017

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    o seguinte indica:

    O ministro Gilmar Mendes, que relativizou o caixa 2 | Foto CARLOS HUMBERTO

    Só às vezes corrupção: em rara sintonia, nomes do PT e PSDB querem criar escalas de caixa 2

    por Gil Alessi | El País | Publicada em 14/03/2017 às 11h04

    Depoimentos de Emílio Odebrecht e de ex-ministro Cardozo atiçam debate dominante em Brasília. Gilmar Mendes afirmou que nem todo caixa 2 é corrupção, mas posição não é maioria no STF

     

    Nos últimos dias tentativas de tornar mais palatáveis perante a Justiça as doações não declaradas de campanha, conhecidas como caixa 2, voltaram à pauta em Brasília. A questão é central não apenas para a classe política, que pode se ver encurralada por processos jurídicos, mas também para o futuro da Operação Lava Jato: parte das denúncias feitas pelo Ministério Público Federal se apoia justamente no pedido de punição para essa modalidade de doação. Parlamentares e políticos, de amplo espectro político, incluindo os inimigos PSDB e PT, começaram a lançar sobre o caixa 2 alguns tons de cinza, inserindo no debate subtipos de doação não declarada, dependendo da origem e destino do dinheiro. Nesta segunda-feira, depoimento de Emílio Odebrecht, patriarca do conglomerado que leva seu nome, dado ao juiz Sérgio Moro, corroborou a ideia de que é uma prática antiga e disseminada:  "Sempre existiu (...) desde a minha época, da época do meu pai [Norberto, fundador do grupo] e também de Marcelo [filho de Emilio]".

    O Seguinte: recomenda a leitura na íntegra da reportagem publicada pelo El País clicando aqui.

    • minuto seguinte
      Servidores no TJ por anulação de sessão das cadeiradas
      por Rafael Martinelli | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • grêmio na final da liberdadores
      Só os torcedores entendem
      por Herculano Barreto Filho
    • rio gravataí
      Arrozeiros perderão licenças no Rio Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Carrinho Agas reflete novo consumo
      por Silvestre Silva Santos com assessoria
    • festil
      A Fernanda te convida para ir ao teatro
      por Redação
    • a duplicação
      Agora é a Centenário, depois a Adolfo e as pontes
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • rio gravataí
      A medida da sujeira e do veneno na água que bebemos
      por Rafael Martinelli
    • morte da bailarina
      Mãe de Alaíde chora e espera por justiça
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.