notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 02/06/2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    opinião

    Vereadores instalaram na semana passada Frente Parlamentar para tratar da Previdência

    Por que não investigar o Ipag?

    por Rafael Martinelli | Publicada em 09/05/2017 às 10h59| Atualizada em 16/05/2017 às 11h51

    A Câmara de Gravataí instalou a Frente Parlamentar para tratar da Reforma da Previdência Social. Pluripartidária, a comissão terá como presidente o proponente Paulo Silveira (PSB), mais Alex Peixe (PDT) como vice e Evandro Soares (DEM) como secretário, além dos vereadores Airton Leal (PV), Dilamar Soares (PSD), Fábio Ávila (PRB), Jô da Farmácia (PTB) e Neri Facin (PSDB).

    A criação do colegiado foi sugestão do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública Municipal (SPMG), o sindicato dos professores de Gravataí.

     

    LEIA TAMBÉM

    OPINIÃO | A greve geral não foi pouca coisa

     

    É um grande de tema, uma grande questão nacional, onde governo e oposição poderão duelar índices, a favor como aquele colocado por Eliseu Padilha (PMDB), ministro-chefe da Casa Civil e número 1 do governo Temer, que argumenta que ninguém que ganhará até um salário mínimo (66% dos aposentados) ou até dois salários mínimos (82% dos aposentados) será prejudicado, ou dados contra, como da Tábua de Mortalidade, que mostram que um em cada cinco brasileiros morrerá antes atingir os 65 anos, idade que pode se tornar a mínima para a aposentadoria.

    Mas, ao fim, estudos, seminários e debates que são projetados pela Frente terão como resultado prático nada mais que discurseira, culpas atribuídas e, exagerando, pressão política de um lado, ou outro. Enquanto isso, a previdência de Gravataí seguirá ignorada praticamente pelos vereadores.

    Por que não criar uma comissão especial para debater o Ipag?

    O Instituto de Previdência e Assistência de Gravataí é chamado pelo secretário da Fazenda Davi Severgnini de ‘Falha de San Andreas’, em referência à falha geológica mais temida no mundo e que poderia desencadear um tsunami de proporções bíblicas em São Francisco, engolindo parte dos Estados Unidos.

    A dívida é monstruosa: R$ 90 milhões, que começaram a ser pagos no governo Marco Alba (PMDB). Por mês, entre parcelas da dívida e contribuições da Prefeitura, R$ 3,3 milhões vão para a previdência e assistência em saúde dos cerca de 5 mil servidores municipais, dois mil deles já aposentados.

    As projeções são de que em 2020 os 10% referentes aos repasses para o Ipag cheguem a 22% da folha. Em dinheiro, um cataclismo de R$ 50 milhões por ano.

     

    LEIA TAMBÉM

    Um raio-x das contas de Gravataí

     

    Inclusive o sindicato dos professores, que sugeriu a Frente Parlamentar para tratar da previdência nacional e é diretamente interessado e envolvido, poderia contribuir esclarecendo os porquês de, sob o som do silêncio, o déficit atuarial do Ipag ter sido estimado até quatro anos atrás em R$ 250 milhões e, hoje, duas auditorias depois, explodir aos R$ 830 milhões.

    A Previdência nacional é importante, mexe com a vida e a morte das pessoas. Mas a Previdência municipal também é. Mexe com a vida ou morte das aposentadorias dos funcionários públicos municipais e, principalmente, com a vida ou morte da capacidade de investimento da Prefeitura para as próximas gerações.

    Dá trabalho mexer com as coisas locais, onde a cobrança de resultados acontece na fila do supermercado, e é sempre mais fácil ser a favor ou contra o que fazem lá em cima na zona de Brasília. Mas não podemos ser engolidos, quietos, sob uma ‘Falha de San Andreas’ debaixo de nossos pés.

     

    LEIA TAMBÉM

    O apocalipse do Ipag

    OPINIÃO | O voto de Jones nas reformas

    • justiça
      O que vamos dizer para o Gu, que perdeu o pai assassinado na Rondon?
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Morada do Vale é ’epicentro’ da COVID 19 em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      100 infectados em Cachoeirinha são potenciais 20 mil; o maio do contágio
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Marco Alba alerta para período crítico da COVID 19 em Gravataí; tem novos decretos para comércio e aulas
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      O ‘urubu da imprensa’ errou, para menos; contágio em Gravataí cresceu 245 por cento
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Ele grita a sua impotência. Ou: Vamos ver como seria o ’gorpe do Parmito’
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      As mortes sem rosto da COVID 19 em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • política
      ’Político alvo’ desafia abertura de ’CPI das fake news’ na Câmara de Gravataí; as bravatas e verdades múltiplas
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Gravataí receberá 36 milhões de socorro federal; funcionalismo com salários congelados até 2022
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Metade de Gravataí é ’grupo de risco’ para COVID 19; alerta aos ’covidiotas’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Zaffa saiu da Havan como candidato a prefeito de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • negócios
      Luciano Hang e Marco Alba na ’inauguração surpresa’ da Havan Gravataí; assista
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      ’Gripezinha’, ’carreatas da morte’, Páscoa, reabertura e Dia das Mães; a progressão da COVID 19 em Gravataí e Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    • crise do coronavírus
      Por que hospital de campanha de Gravataí atrasou 30 dias; sem tirolesa ou ’Covidão’
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Cristiano Abreu | EDITOR | cristiano@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.