notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 17/11/2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    na copa

    A Suíça verdadeira encara o Brasil neste domingo. A nossa, fica aqui na Rondon | GUILHERME KLAMT

    COM VÍDEO | Bem vindos à Suíça. A nossa Suíça

    por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 15/06/2018 às 13h34| Atualizada em 25/06/2018 às 13h14

    Suíça. É isto que diz na placa já bem desbotada na entrada da rua com cerca de 500 metros, sem qualquer destaque no mapa. Fica ali, a alguns passos da Irlanda, outros tantos da Holanda, Dinamarca e Inglaterra. E parece que, da desenvolvida Suíça em meio aos Alpes, a rua do bairro Marechal Rondon só herdou aquela neutralidade histórica. Fica justamente no meio de Gravataí e Cachoeirinha. Oficialmente, é Cachoeirinha.

    — Da Suíça de verdade? — pensa um pouco o gestor de qualidade Vladimir Soares, 63 anos, e há mais de 20 morador dessas bandas. Meio sem jeito, ele responde:

    — Não tem nada, está muito longe de ser um lugar de primeiro mundo. É só olhar para a rua — diz.

     

     

    Pois a Suíça, a verdadeira, é a primeira adversária do Brasil nesta Copa do Mundo. As seleções entram em campo às 15h de domingo. Neste horário, provavelmente os cachorros da Rua Suíça estarão alvoroçados, como ficam todos os dias. E os mais de 300 moradores possivelmente estarão diante dos seus televisores.

    — Eu sou da Suíça, mas sou Brasil — brinca o Vladimir.

     

    Leia também:

    COM VÍDEO | A primeira amarelinha foi do Cerâmica

    3º Neurônio | O eterno Galvão

     

    Na Suíça da Marechal Rondon, o asfalto só chegou no ano passado, e em metade da via. A outra metade, de chão batido, tem um terreno gigante ainda desocupado, e que virou lixão. Fica ao lado da casa do aposentado José de Oliveira, de 75 anos, que há 35 veio de Porto Alegre para morar ali.

    — Antigamente tinha uma fazenda além da minha casa, e umas outras quatro casas. Sempre foi um lugar tranquilo, onde as pessoas se conhecem. Não lembro, nesses 35 anos, de termos alguém famoso no esporte ou coisa do tipo que fosse morador da nossa Suíça — comenta.

     

    : O Canarinho ficaria pistola com as diferenças entre a nossa Suíça e a deles | LUCAS FIGUEIREDO CBF

     

    Na Suíça que está na Copa, curiosamente, os jogadores também fazem parte de famílias que chegaram ao país pouco mais de 20 anos atrás, e formam a primeira geração de um país um tanto diferente. A cara da nova Europa. Boa parte da equipe que enfrentará o Brasil tem atletas com origem nos países da antiga Iugoslávia, filhos dos refugiados da sangrenta Guerra dos Bálcãs. É o caso do Shaqiri, de origem kosovar, e que defenderá a Suíça em sua 11ª Copa do Mundo.

    Na Suíça, a europeia, está o centro financeiro do mundo, e até a sede da FIFA. Na nossa, está o território palmilhado diariamente pela carteira Ana Valério Tavares.

    — É um lugar de gente boa. Pessoas de classe média, que cumprimentam e nos tratam bem. Conheço alguns moradores. É um lugar tranquilo — define.

     

    Time definido para a estreia

     

    Para esta partida, o técnico Tite já definiu o time que entrará em campo. O Brasil terá Alisson; Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Willian, Paulinho, Phillipe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus.

    A Seleção Brasileira é a única presente em todas as 21 Copas do Mundo já realizadas. Nas 20 estreias anteriores, foram 16 vitórias, dois empates e apenas duas derrotas, estas, ocorridas nas duas primeiras participações, em 1930 e 1934.

     

    : Tite definiu, e divulgou, o time da estreia na quinta-feira | LUCAS FIGUEIREDO CBF

     

    Com uma escola de futebol nova, com grande influência de jogadores originários das repúblicas que resultaram do desmembramento da Iugoslávia, a Suíça, nas eliminatórias europeias, deixou de ser aquele time pragmático, retrancado e que sofria poucos gols. Aplicou algumas goleadas para chegar à Copa, com 10 vitórias, um empate e uma derrota, mas precisou da repescagem para garantir a sua vaga.

    O jogo promete ser o mais complicado para a Seleção Brasileira nesta primeira fase. Então, te programa. A bola rola às 15h deste domingo.

    • pequenas empresas, grandes histórias
      COM VÍDEO | Lentes que retratam vidas
      por Eduardo Torres | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • saúde
      Frente de prefeitos reage a saída de médicos cubanos
      por Rafael Martinelli
    • opinião
      Hoje até vereador comemora médicos indo embora
      por Rafael Martinelli
    • coluna do silvestre
      Todo sábado é dia para adotar um pet na Sperk
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • meio ambiente
      COM VÍDEO | A nossa lista vermelha da extinção
      por Eduardo Torres
    • trânsito
      Fim da tranqueira no trânsito está mais próximo
      por Silvestre Silva Santos
    • opinião
      Saída de médicos cubanos é desastre para Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • eleições 2020
      OPINIÃO | Não façam Bordignon ’Miss Colômbia’ outra vez
      por Rafael Martinelli
    • meio ambiente
      Cobrança pela água do Gravataí pode gerar R$ 9 mi em um ano
      por Eduardo Torres
    • desejo azul
      Gremistas entregam alegria para crianças doentes
      por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt
    • seu bolso
      OPINIÃO | Silvio Santos é um velho babão
      por Rafael Martinelli
    • cachoeirinha
      Asfalto em 33 ruas é símbolo para governo Miki
      por Rafael Martinelli com assessoria
    • educação
      OPINIÃO | O big brother da escola sem partido em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • história
      A história da Cachoeirinha do primeiro pedágio
      por Eduardo Torres
    • coluna do silvestre
      ‘Jardins do pesadelo’ estão perto do fim?
      por Silvestre Silva Santos
    • política
      OPINIÃO | 25 nomes para prefeitura de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • polícia
      Jovem executado por engano em hospital era de Cachoeirinha
      por Silvestre Silva Santos
    • vereadores
      Quem leva a presidência da câmara de Gravataí?
      por Rafael Martinelli
    • gravataí
      OPINIÃO | Aumento para os vereadores? Não recomenda-se
      por Rafael Martinelli
    • 2020
      OPINIÃO | A sucessão nas mãos de Marco Alba
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    redacao@seguinte.inf.br

    Roberto Gomes | DIRETOR | roberto@seguinte.inf.br
    Rafael Martinelli | EDITOR | rafael@seguinte.inf.br
    Silvestre Silva Santos | EDITOR | silvestre@seguinte.inf.br
    Eduardo Torres | EDITOR | eduardo@seguinte.inf.br
    Guilherme Klamt | EDITOR | guilherme@seguinte.inf.br
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.