notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 01/12/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Dose de reforço começa a ser aplicada nesta segunda-feira nos asilos de Gravataí

    Líder da vacina, Gravataí começa a aplicar terceira dose contra covid; A noite escura dos pobres e as estrelas da noite

    por Rafael Martinelli | Publicada em 13/09/2021 às 11h54| Atualizada em 27/09/2021 às 08h45

    Líder no ranking da vacinação contra a covid entre as 10 maiores cidades gaúchas, Gravataí inicia na tarde desta segunda-feira a aplicação da terceira dose em idosos residentes nas ILPIs, as instituições de longa permanência de idosos.

    Conforme o secretário da Saúde Régis Fonseca a Prefeitura já temk 714 doses disponíveis de Pfizer e segue definição de público-alvo da CIB/RS, a Comissão Intergestores Bipartite.

    Conforme calendário do Ministério da Saúde, a prioridade é para idosos com mais de 70 anos e pessoas com baixa imunidade, o chamado grupo dos imunossuprimidos, que inclui por exemplo, pessoas com câncer, pessoas vivendo com HIV, transplantados e outros com o sistema imune fragilizado, o que deixa o paciente mais suscetíveis a infecções.

    As vacinas usadas na dose de reforço são preferencialmente Pfizer, mas também é estudado uso de AstraZeneca e Janssen.

    O reforço vale para quem tomou qualquer vacina usada na campanha de vacinação.

    A indicação de terceira dose é para os idosos que completaram o esquema vacinal há mais de seis meses. No caso dos imunossuprimidos, eles devem esperar 28 dias após a segunda dose.

    Clique aqui para acompanhar diariamente as informações sobre a vacinação contra a covid.

     

    Siga o ranking da vacinação e, abaixo, concluo.

     

    Sigo.

    Não se trata de achar problema em solução, mas o avanço da terceira dose para além dos idosos acima de 70 anos e dos imunossuprimidos coloca o mundo frente a um dilema moral.

    A cientista que liderou a criação do imunizante de Oxford contra covid disse ao G1 que vacinar todas as pessoas com doses de reforço é desnecessário.

    A professora Sarah Gilbert entende que alguns grupos vulneráveis de pessoas precisam de reforços, mas que na maioria dos casos a imunidade está "durando bastante".

    Ela também fez um apelo para que as doses sejam enviadas para países necessitados.

    O Brasil chega a setembro em 66º lugar no ranking global de aplicação de doses da vacina contra covid, na relação a cada 100 habitantes.

    Entre os países que compõem o G20, grupo das 20 maiores economias do mundo, o país está em 12º.

    Segundo os dados atualizados pela Agência CNN, o Brasil aparece com 84,07 doses aplicadas a cada 100 habitantes.

    O Canadá ultrapassou o Reino Unido e segue na liderança da lista, com 138,78 doses na relação a cada 100 pessoas. A China tem 135,27. Os Estados Unidos estão em sétimo lugar, com 108,44.

    Um dos piores do mundo e com pouco acesso a vacinas, o Haiti, por exemplo, tem 0.4 vacinados a cada 100.

    Ao fim, não é uma escolha ao alcance do Régis, ou do prefeito Luiz Zaffalon, aos quais reforço os parabéns pela eficácia na vacinação, mas serve para refletirmos sobre as desigualdades do mundo.

    Lembra-me uma frase de Dom Pedro Casaldáliga, autor da célebre “na dúvida fique ao lado dos pobres”:

    – Só vivendo a noite escura dos pobres, é possível viver o Dia de Deus. As estrelas só se veem de noite.

     

    LEIA TAMBÉM

    A ’ideologia da ciência’: por que vacina funciona em Gravataí; Aviso aos covidiotas, a média de infectados caiu de 12.7 para 11.7

    Como está atendimento à covid 10 dias após fechamento do Hospital de Campanha de Gravataí

    • política
      PT de Gravataí age no modo Dênis Abrahão; A CPI da Sogil e ’nós contra eles’ os animais
      por Rafael Martinelli
    • política
      O gravataiense na filiação de Bolsonaro vai com ’mito’ até o fim; Sem ’pega centrão’
      por Rafael Martinelli
    • política
      10 anos depois, extinção do ensino médio na Santa Rita liga governos Rita e Zaffa; A ferradura ideológica retorceu em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • causa animal
      Justiça dos homens autoriza matança de animais no Pampas Safari; CEP: Cemitério de Cervos
      por Rafael Martinelli
    • meio ambiente
      Acordo para retirada de água do Rio Gravataí prevê rodízio em seca
      por Eduardo Torres | Especial Comitê Gravatahy
    • política
      A fake news da renúncia de Miki: ’Confio no Judiciário’; O prefeito baleado pela companheira
      por Rafael Martinelli
    • política
      Por que CPI da Sogil nasce morta em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • política
      Presidência da Câmara de Gravataí: processo ameaça eleição de vereador policial federal; ’Não falo com imprensa marrom’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Vaza Cachoeirinha: Impeachment de Miki ameaça Maurício Medeiros; O filho de calcinha, a ditadura e a galera
      por Rafael Martinelli
    • política
      R$ 3,80 em janeiro: Zaffa anuncia tarifa mais baixa da região metropolitana; ’Desafio apresentarem solução sem subsídio’ à Sogil
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.