notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 22/06/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Patéticos e perigosos na porta do quartel; o presidente do meu país é um criminoso

    por Rafael Martinelli | Publicada em 19/04/2020 às 22h18| Atualizada em 27/04/2020 às 12h52

    O presidente do meu país é um criminoso.

    Neste domingo, em ato pró-AI-5, Jair Bolsonaro escarrou mais uma vez na Constituição, o livrinho aquele que tantos rasuram com um ‘é verdade este bilhete’ e sobre o qual, como bem lembra o professor Marco Antônio Villa, dizia Ulysses Guimarães:

    – Traidor da Constituição, traidor da Pátria.

    O napoleão de hospício, entre uma tossida e outra, não só desrespeitou o isolamento social como defendeu um golpe de estado.

    A apologia à ditadura militar é crime no Brasil, previsto na Lei de Segurança Nacional (Lei 7.170/83), na Lei dos Crimes de Responsabilidade (Lei 1.079/50) e no próprio Código Penal (artigo 287) – o Ministério Público Federal já tipificou, não apenas eu.

    A mim o homem da casa 58 não surpreende.

    A vergonha na cara nunca me permitiu tergiversar sobre esse rei louco e pestilento, que rompeu qualquer barreira da civilidade ao votar a favor do impeachment de Dilma Rousseff saudando a memória de Carlos Alberto Brilhante Ustra, um torturador como tantos que enfiavam ratos na vagina da companheira, da irmã, da mãe de alguém.

    Abomino a ideia de golpeachments sem causa. Sustento que o voto popular é sagrado, e quem me acompanha sabe que é uma coerência que mantenho em episódios nacionais ou aldeanos. Mas o presidente já dá causa.

    Ainda no ‘fim do início’ da maior crise sanitária e econômica da história mundial, no domingo em que o Brasil chega a 2.462 mortes registradas em números oficiais, 38.654 casos da COVID-19 (e uma projeção de 77.308 uma projeção de 36.930 levando em conta a subnotificação na fórmula ‘1 por 15’), o esforço daquele eleito como um antipolítico, mas que só faz política, é deflagar uma guerra civil, irmão contra irmão.

    Sua cria, Carluxo, tuitou manifestação de apoio aos movimentos de hoje com uma saraivada de tiros.

    Tiros de verdade, não mais arminha com a mão.

    O funcionário público Luiz Kauer me envia foto de faixas de Gravataí e Cachoeirinha em meio aos manifestantes que se esbarravam hoje em frente ao Comando Militar do Sul, no Centro Histórico de Porto Alegre. Assisti a vídeo de GaúchaZH, que mostra inclusive agressões em meio ao ‘ato pacífico’ dos ‘cidadãos de bem’.

    Patéticos e perigosos, para ser educado.

    São patéticos por defender ‘o direito de ir e vir’ pedindo ‘intervenção militar’. Tragicômicos, defendem a liberdade de se deixar mandar?!? Alguns levantam as patas dianteiras para passar microfones cuspidos de boca em boca para defender o AI-5. Qualquer militar conhecedor de estratégias de guerra e temente a hierarquia sabe que um golpe jamais premiaria como ditador de turno um ‘bunda-suja’, corrido do Exército.

    São delinquentes intelectuais em negação, por desinformados ou informados do mal que, como bem instiga em post o jornalista Gustavo Mota, se acordassem em uma ‘ditadura’ arrisca receber informações sobre carreatas de caixões fechados pelo canal oficial... a Rede Globo!

    São principalmente perigosos, não pelas bobagens que cospem, mas por terroristas sanitários. Nas fotos e vídeos da multidão de poucas máscaras e nenhum ‘Paulo Negão’, o que se observa são pessoas cuja média de idade deve superar os 42 anos do perfil dos infectados, num fenômeno gaúcho e nacional que tratei neste sábado em COVID 19 rejuvenesce em Gravataí; siga perfil dos casos, além de grupo de risco por outras 'comorbidades' como hipertensão, obesidade e etc., como tratei em  Os milhares de Gravataí que estão no grupo de risco da COVID 19; teste se você escapa.

    São potenciais transmissores do SARS-CoV-2 vestidos em verde e amarelo. Estudo de especialistas em matemática biológica da Universidade de Oxford aponta que cada indivíduo contaminado pode infectar com o novo coronavírus até cinco pessoas. Significa que os não mais de 200 napoleões de hospício, carreaters e walkingvelhos tem potencial de contaminar 1000 pessoas – e siga fazendo a mórbida conta de forma exponencial.  

    Ao fim, “civilização” vem de “civil”, que vem do latim CIVILIS. Cívico é outra palavra com essa origem. O que tem essa característica é um sujeito civilizado. Se ele se comportar de maneira oposta, acrescenta-se o prefixo IN-, de negação, e temos um indivíduo incivilizado.

    Ao fim, resta um prefixo para vocês, bárbaros na porta do quartel! Prefiro me associar a quem quando diz "no meu tempo" e refere ao futuro.

     

    LEIA TAMBÉM

    Parem Gravataí que eu quero descer!; declaro-me Inimigo do Povo, amigo da vida

    O estudo que prorrogou para o dia 30 abertura do comércio; Gravataí, Cachoeirinha e Glorinha teriam 15 vezes mais casos

    A vida em Gravataí não volta ao ’normal’ dia 1º de maio

    Gravataí, Cachoeirinha e Viamão tem mais casos de COVID 19 que UTIs; o 11 de setembro

    EXCLUSIVO | Pesquisa mostra que Gravataí aprova o ’fecha tudo’ de Marco Alba

    Vítimas da COVID 19 devem ser cremadas em Gravataí; caixão fechado

    Clique aqui para ler a cobertura do Seguinte: para a crise do coronavírus

    • negócios
      Com ’milhares de empregos’, Lojas Americanas projeta ampliação de centro de distribuição em Gravataí
      por Redação
    • emprego
      A GM de Gravataí está contratando; Saiba como se cadastrar
      por Redação
    • saúde
      Parceria Zaffa & Marco Alba confirma ampliação da UTI de Gravataí: Prefeitura banca metade do investimento no Becker; O acerto Santa Casa
      por Rafael Martinelli | Assessoria
    • operação proximidade
      Cachoeirinha: O que intriga no ’caso SKM’ que agora apreendeu dinheiro do prefeito e de empresários
      por Rafael Martinelli
    • pedagiaço
      A Gravataí que não engole pedágio: ’Depois de 14 anos pagando a duplicação ninguém merece’; O país do faturo
      por Rafael Martinelli
    • negócios
      Os milhões que Gravataí já perdeu com a GM parada; Aguente firme, Dominic!
      por Rafael Martinelli
    • política
      Ação judicial pede anulação da Reforma da Previdência de Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • pedagiaço
      Gravataí dos 3 pedágios: Leite confirma cobrança na 118 e 020 em Gravataí; Não era ’fake news’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Vereadores querem mexer com 276 mil cada por ano; Cachoeirinha e o pior do Brasil
      por Rafael Martinelli
    • coronavírus
      A ’despiora’ da COVID: platô é de 3 vidas perdidas por dia em Gravataí; São mortes com rosto, como os Denicol ou a profe Maura
      por Rafael Martinelli
    • ppp da corsan
      Falta de água e esgoto em Gravataí: Corsan anuncia meio bilhão e reservatório nas Moradas; Grito de Zaffa deu resultado
      por Rafael Martinelli | Assessoria
    • política
      O gravataiense que come a la minuta com Bolsonaro em Brasília
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.