notcia bem tratada
GRAVATAÍ, 29/07/2021

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Recomendamos

  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Nossos Clientes
  • Facebook

    crise do coronavírus

    Movimento no comércio para o Dia das Mães | FOTO Vinicius Thorma | Fotos Públicas

    Sai a ciência, entra a política: Leite passa pincel de colorir mapinha para prefeitos de Gravataí e Cachoeirinha

    por Rafael Martinelli | Publicada em 08/05/2021 às 17h08| Atualizada em 19/05/2021 às 14h46

    O governador vai passar para os prefeitos o 'pincel de colorir mapinha', a partir do sábado da semana que vem, até quando dura a bandeira 'rosa' e será extinto o Distanciamento Controlado no Rio Grande do Sul.

    Eduardo Leite (PSDB) apresentou a proposta a líderes empresarias, baseada em ‘3 as’.

    Siga os principais traços antecipados pelo governo e, abaixo, sigo.

     

    "...

    1. Protocolos gerais

    Definidos pelo governo estadual, devem ser seguidos pela população, em todas as atividades e em todos os municípios. Por exemplo: uso correto de máscara, distanciamento mínimo, higiene das mãos e ventilação e circulação de ar, ocupação de espaços coletivos em horários diferentes, trabalho remoto, proibição de aglomerações etc.

    : Protocolos de atividades

    1. Obrigatórios: definidos pelo governo estadual, são específicos e devem ser seguidos pela população em cada atividade, em todos os municípios.

    2. Variáveis por região: definido pelo governo estadual como padrão para cada atividade, considerando o risco e o quadro atual da pandemia no Rio Grande do Sul. Poderão ser ajustados por uma região para adequá-los à sua realidade, desde que cumpram os requisitos mínimos (adesão de 2/3 das prefeituras, definição de responsável técnico e elaboração de plano de fiscalização).

    Como será o monitoramento

    A equipe técnica do governo do Estado, representada pelo GT Saúde do Comitê de Dados, seguirá analisando permanentemente o quadro da pandemia. Dados das 21 regiões Covid, das sete macrorregiões e do Estado como um todo serão acompanhados diariamente.

    Os indicadores, porém, não serão pré-fixados. Isso permite a ampliação da gama de informações para identificar novas tendências de crescimento.

    O sistema de bandeiras de acompanhamento semanal será substituído por um painel de indicadores com acompanhamento diário e instrumentos de governança entre Estado e regiões: aviso, alerta e ação – chamados de “três as”. Ou seja, o alerta emitido pelo GT Saúde poderá ser feito a qualquer momento, conforme a situação dos indicadores.

    Boletins diários regionais serão publicados em site único, com decretos, portarias, boletins, protocolos e materiais de comunicação. O site ainda está em construção.

    O que são os “três as”

    : Aviso: quando detecta uma tendência, o GT Saúde emite um aviso para a equipe técnica da região. A partir daí, a região deverá redobrar a atenção para o quadro da pandemia.

    : Alerta: quando detecta uma tendência grave, o GT Saúde informa o Gabinete de Crise sobre a necessidade de emitir um alerta para a região. A partir daí, o Gabinete de Crise decide se deve emitir ou não esse alerta para a região, que seguirá sendo monitorada.

    : Ação: se o Gabinete de Crise decidir emitir um alerta, a região terá 48 horas para responder sobre o quadro regional da pandemia e apresentar uma proposta de ações a serem tomadas. Se a resposta da região for considerada adequada, a proposta é aplicada imediatamente, e a região segue sendo monitorada pelo GT Saúde. Caso a resposta não seja adequada, o Estado poderá intervir e estipular ações adicionais a serem seguidas.

    ..."

     

    Sigo eu.

    A explicação do governador resume bem a aquarela gaudéria, cujo fim já tinha antecipado em artigos como omo um meme, Leite pintou o mapinha: Gravataí e Cachoeirinha em bandeira vermelha; 50 tons de alguma cor para volta às aulas e O jeitinho de Leite: Gravataí e Cachoeirinha vão para bandeira vermelha; O Ministério da Verdade decreta a Mentira.

    – Ao longo deste um ano de enfrentamento da pandemia, foram necessários ajustes no Distanciamento Controlado, como a criação da salvaguarda quando tivemos a mais grave onda de casos e internações, em fevereiro, mas mesmo no ano passado houve outras mudanças necessárias para que pudéssemos ter as restrições adequadas ao momento a partir de 11 indicadores e uma fórmula matemática, mas que acabou tornando-o complexo – disse, acrescentando:

    – O modelo funcionou até aqui, sim, foi efetivo e importante, mas acreditamos que agora, com todo o aprendizado que já temos e na situação mais confortável que nos encontramos, a análise de risco pode ser mais ampla e mais aberta, com análise e decisões mais autônomas no nível local, em um formato mais simplificado.

    Ao fim, sai a "complexa" ciência dos indicadores, e entra a política, em um momento de estabilidade da pandemia, mas em um platô, em Gravataí e Cachoeirinha, ainda nas alturas do Morro do Itacolomi e do Edifício Madri.

    Aguardemos não esteja certo, mais uma vez, como ao antecipar a segunda onda, Miguel Nicolelis, que diz ver no horizonte brasileiro uma terceira onda da COVID-19, como reportei em O ’caminho da extinção’: Gravataí volta ter mais nascimentos que óbitos; O Nostradamus da pandemia e a profecia da terceira onda, ao apresentar os dados de abril, segundo pior mês em um ano de pandemia.

    – O General Inverno vem aí – alerta o neurocientista que é uma referência mundial.

    A terceira onda chegaria com o Hospital de Campanha de Cachoeirinha fechado e Gravataí com uma redução de 99 leitos covid em março para 38 em abril, o que, como informou ontem o ‘Garganta Profunda’ do Olhar Gravataí, faz com que de cada três internados um tenha que aguardar leito.

    Cuidem-se, neste Dia das Mães.

     

    LEIA TAMBÉM

    Acerta Zaffa com a reforma da previdência de Gravataí; Uma ’pauta-bomba’ para muitos desarmarem

    Professores de Gravataí pedem suspensão de aulas presenciais; O que decidiu assembleia

    Greve à vista em Gravataí e Cachoeirinha; Sanitária, por volta às aulas, e pelo bolso, por reforma da previdência.

    Cafajestes de Gravataí e Cachoeirinha, respeitem os professores!

    A virulência da COVID em Gravataí: O mês que teve mais mortes que nascimentos.

    Lockdown deu certo: Araraquara tem 2 dias sem mortes, Gravataí tem 5 a cada 24 horas; O efeito Páscoa e a UTI só em hospital militar

    • política
      Miki escapa do golpeachment e projeta 80 milhões em obras; ’Faço auto-crítica, mas é preciso pensar em Cachoeirinha, não em eleição’
      por Rafael Martinelli
    • política
      Plano de 4,4 bi para ’Gravataí metrópole’ é aprovado; Oposição é ’fiscal da fome’
      por Rafael Martinelli
    • solidariedade
      Gravataí e Cachoeirinha se preparam para acolher no ’frio do século’; saiba como ajudar
      por Redação | Assessoria
    • política
      PPA de 4,4 bi: Gravataí será ’ilha de investimentos’ nos próximos 4 anos; votação é hoje
      por Rafael Martinelli
    • política
      Vereador mais votado de Gravataí foi machista; Apaga que dá tempo!
      por Rafael Martinelli
    • política
      Um ranking para Zaffa e Marco Alba comemorar em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • política
      Um candidato a Presidência da República não consegue consertar uma escola em Gravataí
      por Rafael Martinelli
    • política
      A Câmara de Gravataí anda muito mi-mi-mi; Ulysses se remexe no fundo do mar
      por Rafael Martinelli
    • justiça
      A partir de optometrista de Gravataí legalidade de atuação é reconhecida pelo TJ
      por Redação | Assessoria
    • coronavírus
      ’Festa da Covid’: Estado adia liberação gradual de eventos até 20 mil pessoas em Gravataí, Cachoeirinha e Grande Porto Alegre
      por Rafael Martinelli
    • política
      Justiça nega cassação de eleição de Miki; O ’Efeito Orloff’ das fake news que estão matando Cachoeirinha
      por Rafael Martinelli
    SITE DE JORNALISMO E INFORMAÇÃO
    Gráfica e Editora Vale do Gravataí
    Av. Teotônio Vilela, 180 | Parque Florido
    Gravataí(RS) | Telefone: (51) 3042.3372

    [email protected]

    Roberto Gomes | DIRETOR | [email protected]
    Rafael Martinelli | EDITOR | [email protected]
    Cristiano Abreu | EDITOR | [email protected]
    Guilherme Klamt | EDITOR | [email protected]
    Rodrigo Becker | EDITOR | [email protected]
    Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
    As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
    Desenvolvido por i3Web. 2016 - Todos os direitos reservados.