consumidor

Prefeito e Procon de Cachoeirinha pedem explicações à Corsan por notificações sobre poços de artesiano

Prefeito fez live e Procon abriu processo por empresa dar prazo de 30 dias para que consumidores comprovem regularização de poços artesianos

O Procon de Cachoeirinha abriu um processo administrativo para pedir esclarecimentos à Corsan sobre notificações que diversos moradores estão recebendo sobre poços artesianos.

– As notificações enviadas pela empresa solicitam que os consumidores devem comprovar que regularizaram os seus poços ou se estão lacrados. Foi dado um prazo de 30 dias para que esta solicitação seja atendida, sob pena de serem penalizados por órgãos fiscalizadores – informou o coordenador do Procon Cachoeirinha, Fábio Preto.

Diante disso, conforme o Procon, foi instaurado o Processo Administrativo de nº 860/2022 (43.007.001.22-0000860) para a Corsan demonstrar qual o fundamento para essa determinação; explicitar os procedimentos necessários para regulação de forma clara para os consumidores; informar a quantas moradias estão destinadas essa notificação e para ponderar que o prazo de 30 dias pode não ser suficiente ou mesmo custoso; para sustar essa cobrança enquanto o processo estiver aberto.

O prefeito Cristian Wasem fez uma live nesta quarta-feira, para prestar todos os esclarecimentos à população sobre este processo e sobre as medidas que a prefeitura está adotando.

– Queremos tranquilizar as pessoas e dizer que estamos atentos e buscando solucionar da melhor forma esta situação, para que a população não seja prejudicada – disse, na live que você assiste clicando aqui.

Quem quiser tirar dúvidas diretamente com o Procon, o atendimento presencial é de segunda a sexta, das 9h às 16h, no térreo da Prefeitura. Ou pelos telefones 34712835, 34391036 e 30417114.

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade