Aterro temporário, no Distrito Industrial / Foto COLETIVO MATO DO JULIO

RAFAEL MARTINELLI

O prefeito Cristian Wasem (MDB) precisa explicar a contratação emergencial de aterro sanitário controlado por ‘empresa que não existia’

Receba nossa News

Publicidade