RIO GRAVATAÍ

‘Ilha de lixo’: Cachoeirinha dá início à triagem do material retirado do rio Gravataí

Foto TIAGO CECHINEL | PMC

Uma área de 500m², localizada no pátio do Complexo de Serviços, no bairro Moradas do Bosque, foi preparada para receber o material que está sendo retirado do rio Gravataí, onde se encontra a “ilha de lixo”.

A empresa contratada pela Prefeitura de Cachoeirinha para realizar a limpeza está retirando a vegetação aquática para viabilizar a navegação dos equipamentos que serão utilizados para a remoção do lixo, chamadas de macrófitas.

Uma parte do lixo se fixou nas macrófitas e é este material – vegetação mais lixo – que está sendo levado para o pátio do Complexo, onde ocorre a triagem. Neste processo, o lixo é separado da vegetação.

O engenheiro ambiental da Prefeitura, Felipe Vargas explica que o lixo está sendo encaminhado para um aterro sanitário e que o material orgânico deve ser utilizado em compostagem, dependendo da análise laboratorial.

– Foi feita a terraplanagem do terreno, colocada uma camada de areia e lonas, para se evitar a contaminação do solo. É uma precaução, já que o lixo que é retirado de rios, arroios, etc, é levado para aterros sanitários normalmente – explica.

A empresa que faz a limpeza estima que este trabalho possa levar cerca de três semanas, porém, podem ocorrer imprevistos que atrasem o serviço, como a descoberta de árvores submersas, que impedem a navegação, já que o nível do rio está baixo. Além disso, há um alerta da Defesa Civil do Estado para chuvas intensas com potencial de alagamentos para as próximas horas. Tudo isso pode fazer com que o trabalho, que já é complexo, se torne mais lento.

– Estamos unindo esforços para que esse trabalho seja finalizado o mais rápido possível. Cachoeirinha agradece a ajuda que tem recebido e queremos conversar com os prefeitos das nove cidades que fazem parte da bacia do rio Gravataí, para lançarmos o Pró-Gravataí, que a exemplo do Pró-Sinos, vai ser usado para criarmos uma rede de trabalho conjunto de preservação do nosso rio e educação ambiental – disse o prefeito Cristian Wasem.


LEIA MAIS

Guerra pela água: é raso e útil associar o ‘povinho’ que suja o rio com a falta de água; O problema é outro. Dê-nos água, Leite!


A ‘ilha de lixo’


Com a baixa do nível do rio Gravataí, devido à estiagem, uma “ilha de lixo”, com ficou conhecida, apareceu próximo à ponte que liga Porto Alegre a Cachoeirinha. A Prefeitura contratou uma empresa especializada na remoção deste material, que tinha (e ainda tem) risco de se deslocar para o lago Guaíba.

O lixo acumulou em um “braço” do rio Gravataí na altura de Cachoeirinha, mas é oriundo de diversas cidades por onde o rio passa e recebe de arroios e outros afluentes, o que motivou o prefeito pedir apoio de todos os municípios envolvidos, além do Governo do Estado e órgãos como o Ministério Público.

O custo da limpeza é de mais de R$ 1 milhão, como o Seguinte: reportou em Guerra pela água: ao custo de mais de 1 milhão para Cachoeirinha, limpeza do lixo acumulado no rio Gravataí começa nesta quinta; Bom, mas o chato aqui não esquece de lembrar do principal, as barragens. Dê-nos água, Leite!.

A empresa, num primeiro momento, instalou equipamentos de contenção do lixo e agora está abrindo caminho para os equipamentos que vão remover a ilha de lixo, através da retirada das macrófitas, que estão repletas de materiais como pneus, garrafas PET, sacos plásticos, embalagens, móveis e até capacetes de motociclista.

Estes resíduos estão passando por triagem e posterior descarte em local adequado. A próxima etapa será, enfim, a extração da ilha de lixo.

O trabalho seguiu durante todo o feriadão de Carnaval e não há um prazo definido para o término, já que não se sabe quais outros obstáculos surgirão.


LEIA TAMBÉM

SEGUINTE TV | Assista como está sendo feita a limpeza da ‘ilha de lixo’ no rio Gravataí


Assista imagens da limpeza no rio Gravataí

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A beleza de escutar

Acho que já tinha esquecido de alguns sons. Não lembrava do barulho do saco plástico quando tiro o pão, do barulhinho das teclas do teclado do computador, até do ruído

Leia mais »

Receba nossa News

Publicidade