RAFAEL MARTINELLI

Vereadora Márcia Becker saiu de grupo de zap do governo após ‘reunião do bem estar animal’ no Rodeio de Gravataí

Márcia Becker em fiscalização no Rodeio do ano passado

Essa é Dos Grandes Lances dos Piores Momentos.

Márcia Becker (PSDB), a ‘vereadora da causa animal’ de Gravataí, saiu de grupo de WhatsApp do governo Luiz Zaffalon após postagem relatar “reunião do bem estar animal” no 26º Rodeio Internacional do Mercosul, que começou nesta quinta-feira evai até domingo.

Para quem não sabe, a parlamentar, que desde ontem está fiscalizando possíveis maus tratos, é defensora da proibição das provas que explorem animais e foi apoiadora de ações judiciais, como a que barrou rodeio ao estilo de Barretos, em 2022, e neste 2024 tentou sem sucesso suspender provas no atual; leia em Ação civil pública pede suspensão de provas com animais no 26º Rodeio Internacional do Mercosul e indenização por maus tratos em 2023; Saiba o que alegam CTG Aldeia dos Anjos e Prefeitura.

Por diferentes fontes, o Seguinte: teve acesso à troca de mensagens.

Márcia Becker postou, antes de sair do zap:

“(…)

Agricultura não tem setor de Bem Estar Animal, e nas fotos não vi ninguém da SEMA (Secretaria de Meio Ambiente e Bem Estar Animal). Rodeios e Gineteadas não tem nenhum Bem Estar aos animais, infelizmente. A Causa animal não é uma “pauta” adotada por quem usa a cultura, esporte, tradição para praticar a crueldade. Desculpem, mas não concordo com isso, todos aqui sabem minha posição e isso jamais mudará. Querem fazer uma reunião de “Bem estar animal” num rodeio? Chamem quem realmente se preocupa com os animais.

(…)”

O secretário da Agricultura, Denner Gelinger, que aparecia na foto do post que originou a polêmica, escreveu em seguida:

“(…)

Prezados, Bom Dia!

Com relação às manifestações postadas cabe esclarecimento sobre o que se tratava a reunião.

A Administração Municipal por intermédio da Secretaria da Agricultura e Secretaria da Cultura apoiam a realização do Rodeio Internacional do Mercosul, no entanto e em hipótese alguma aceitam ou toleram a crueldade com os animais.

A Reunião foi marcada pela Inspetoria Veterinária do Estado, órgão responsável pela emissão das GTAs, bem como pela fiscalização no que tange a este controle.

Estamos aqui no Parque de Eventos investidos na função de Administração, somos os olhos do Prefeito Zaffa e do nosso Projeto de Governo e como participamos junto com o Prefeito da gravação no Bom dia Rio Grande cedo pela manhã, andamos por todo o Parque acompanhando as montagens e a organização do pátio.

Não fomos convocados para tal reunião e não temos a expertise do órgão municipal responsável sobre o tema e caso estivéssemos a frente do evento como realizadores a certeza que posso passar a todos é que todas as pastas seriam convidadas a participar e se empossar das devidas demandas, tal qual como sempre fazemos vide realizações de feiras do peixe e Fearg.

Somos um Governo e costumo dizer que somos família e precisamos agir como tal, ninguém realiza ou chega em algum lugar senão juntos e unidos falando a mesma linguagem.

O Rodeio está de portas abertas para nos receber e a oportunidade de mandarmos a nossa mensagem para a comunidade que virá depende de cada um de nós em fazer a sua parte alinhada como nosso Projeto.

Grande abraço a todos.

(…)

Ao fim, concluo eu, da mesma forma que em artigos anteriores sobre a polêmica: é notória minha suspeição para tratar rodeios com ‘isenção’, por ser ativista da causa animal.

Sou crítico da lei federal, aprovada sob bolsonarismo, que tornou rodeios – inclusive as cruéis vaquejadas – uma manifestação cultural nacional.

Mas não é nada que o Zeitgeist, o ‘espírito do tempo’, não possa mudar; e vai, mesmo que só em próximas gerações, assim como se proibiu a exploração de animais em circos.

A escravidão também era uma cultura, lembram?

Hoje, reputo só o fato de debater – social e judicialmente – o sofrimento animal em rodeios já é uma vitória.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nossa News

Publicidade